sábado, 13 de fevereiro de 2010

Simplesmente nojento ou Como fazer o autor não encostar numa parede

Aew cambaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaada!!!

Sabadão, Carnaval, calor, não poderia estar um dia melhor para mais centenas de pessoas ficarem pulando por 8 horas seguindas, ouvindo as mesmas músicas sendo repetidas vezes e mais vezes.

Não se enganem, eu adoro o Carnaval, mas dizer que os enredos das escolas são "exemplos de boa música" é burrice. São músicas, sim, mas quando se tem apenas 10 ou 11 versos, eu classifico imediatamente como "toque de celular".

E aproveitando esse clima de alegria e descontração, o post de hoje fala de um assunto que me preocupa MUITO: a junvetude.

Sim, tenho mentalidade de velho para algumas coisas.

Simbora!


Juventude

Primeiro de tudo, a "juventude" de que falo compreende dos 5 aos 18 anos.
Sei que "oficialmente" esse período significa infância, pré-adolescência, adolescência e adulto, mas considerando os fatores (sobre os quais falarei no decorrer do post) é o período de tempo que mais me inquieta.

Claro, sempre há exceções, mas como não é possível falar de tudo num único post, vai assim mesmo.


"Tá, mas..."

"... do que você vai falar no post hoje?!"

E sim, é um alto falante.

O foco do post é esse aqui:

Não das geladeiras, nem de namorados (se bem que...), mas da "pegação" em público.

Agora que já sabem o que vou falar, vamos para o próximo tópico:


Com o que e o porque da implicância


Vou deixar claro: não ligo a mínima se duas (ou mais) pessoas estão nos amassos (claro, se for excessivamente perto de mim, não irei gostar, bem como acho que ninguém gostaria).

Mas quando os beijos passam disso:

O que todos concordamos como sendo "normal", "saudável" ou qualquer outro adjetivo, passam para isso:

É, não é NADA legal.

De verdade, conheço pessoas que ultrapassam os limites do aceitável. Ninguém liga se você está beijando alguém no banco ao lado (tá, tem gente que liga, mas pessoas desprovidas de vida não contam), mas se você abaixar a calça da pessoa até a metade das coxas, pode ter certeza que a maioria vai ligar.

E sim, já vi isso acontecer.


Quem

Logo no começo do post falei que era "culpa" da juventude, mas só há 1 (talvez 2 ou 3) motivo para eu afirmar isso:

Pessoas com mais de 60 anos:

(Meu Deus! Como sou bondoso...)

E MUITAS com menos de 60:

(Taí a prova: Richarlyson PEGA sim na bola)

Dificilmente fazem isso:

Se é que me entendem...


A influência externa

Como todos bem sabemos, a influência dos amigos, da família, da mídia, da moda, etc. pode ser gigantesca, ainda mais se você for um acéfalo imbecil.

Sabe aquele seu amigo que fala "Poultz!!! Comi a mina ontem, mas ela era MUITO fresca mano! Nem quis me dar o ..."?
Pode apostar que ele terá gonorréia e AIDS antes mesmo de saber que vai ser pai.

E é esse mesmo amigo que pode te falar "Aquela lá ó... é mor puta, cê cata ela fácil fácil".
O que pode ser traduzido como "Aquela lá ó... tem sífilis, então ninguém quer pegar ela, é tua chance!"

Ou ainda aquela "banda":


Que tem músicas cheias de conteúdo:



E que não plagiam ninguém:



Ou aquele programa de TV super educativo:


Apesar de não parecer, é deprimente estar certo sobre algumas coisas.

tantas coisas idiotas no mundo, e graças à influência que essas coisas tem sobre as pessoas, é cada vez mais comuns vermos cenas assim:

Como essa, essa e essa.

Claro, há vários motivos por trás de uma gravidez, e seria burrice falar "um beijo engravidou uma criança", mas lembra desse caso aqui:

O garoto tem cara de quem ainda toma Toddinho com açúcar, a garota é a maior vaca e a criança (olhe a ironia) já nasce completamente sem futuro.

Duvida? Que pai no mundo iria querer expor seu filho e sua neta (sim, é uma menina) para toda a mídia nacional?

Quero dizer, imagine você mesmo no auge dos seus 15 anos, tendo que levantar para preparar mamadeira e ter que dormir com a mesma pessoa pelo resto da sua vida.


A idade

Quando você vê a imagem acima, o que você pensa? "Ahhh... Que fofo!" ?

Fique sabendo então que você é um imbecil.

O que quero dizer é que o início da sexualidade está cada vez mais cedo. De fato, afirmo de pé junto que um amigo (você sabe quem é, Negão. - Não, não é o Negão) é pedófilo.
Digo, não que ele force as garotas, aliás, nem maior de idade ele é, mas só pelo simples motivo de que ele já ficou com várias garotas de 13 anos para baixo.

Não vejo mal algum na diferença de idade entre um casal, mas 13 anos, por mais "cabeça" que a garota (e garotos também) tenham, é, ao meu ver, uma criança.
Aos 13 anos eu estava correndo e ralando o joelho nas pedras de casa, bem como tenho certeza que muitos de vocês ainda brincavam "de hominho" com seus vizinhos e primos.

De qualquer modo, graças ao Negão, não tenho a foto mais importante do post inteiro, o que não me permite
fazer um piada aqui. Então, nesse caso: Negão seu MERDA!

Enfim... antigamente, era assim:

Ou seja: mesmo já adultos, existia a conciência, como vocês podem ver, por parte dos homens.

Mas falei com o Negão pelo celular (o qual ele precisa trocar pois está com um chiado HORRÍVEL) e consegui encontrar a imagem! Então, nesse caso: Negão, te amo!

Enfim... quando duas CRIANÇAS fazem isso:


É canibalismo!

De verdade! Se fosse meu filho (ou filha) eu prendia com correntes e dava uma surra de remo POR DIA!!!! Sério mesmo! Olhe a imagem acima: isso não é um beijo isso é um parasita sugando sangue!!!!

Compare a imagem acima com essa:

É a mesma coisa!!!! Nem é beijo mais, é praticamente um estupro interno!!!

Imagine por exemplo alguém te virando do avesso, literalmente, para...

Simplesmente QUE MEDO.


Quantidade e gênero

Para quem também curte The Big Bang Theory, chequem esse site.

Enfim, temos de ser imparciais, portanto, do mesmo jeito bizarro que as duas crianças se comem (no sentido literal... e no figurado também...), há:

Mulheres que se comem

De verdade, você realmente acha que nunca rolou nada?


Há quem prefira ficar na imaginação (e nãos mãos, pés e outros "utensílios")

"Ahh... é só botar a pilha pra recarregar..."


Há homens que se comem

Imagina um diálogo:

"Vem, me chupa!" ou "Ai, seu, cachorrô!"


Há gente que prefira animais

Olha... eu aceito as coisas até certo ponto, e garanto para todos vocês que já vi coisas MUITO piores, mas que, apesar de gostosa, essa garota é problemática, isso ela é!!!


Há quem prefira com mais 2

Pausa. Quem aqui acha que aquela história de anel é verdade?

"Nos EUA, 88% traíram a promessa"

Vou lhes contar a verdade sobre essa coisa toda de anel.

Era uma vez, três garotos (???) que estavam cansados de não fazer merda nenhuma.
Certo dia, após uma sessão intensa de coisas não religiosas:

Resolveram comemorar, criando algo que os lembrasse sempre de tal ocorrido.

Foi aí que eles pensaram algo mais ou menos "Vamos usar anéis, porque é coisa de macho, só que vamos usar um com o tamanho correspondente do nosso..."

E foi assim que surgiu a idéia.

Claro, como essa não poderia ser a explicação oficial, eles falaram que era "anel de pureza" o que levou um monte de gente a fazer o mesmo.

Claro, todas as pessoas pensantes no mundo sabem da história real, a qual acabo de compartilhar com vocês. Assim como podem constatar pelos links deste sub-título, a idéia foi uma merda, pois "quem dá para um, aumenta um" e consequentemente há centenas de babacas copiando, erroneamente, claro.


Não é sexy, é nojento

Não sei quem está mais desesperado: a vítima ou o cara lá atrás. Notem também o japa alí na direita com cara de "Nossa... aquela vez foi" querem saber? Façam vocês mesmos o final dessa piada.

Vamos agora para uma situação hipotética: você e mais 23 amigos estão na fila para ir numa montanha-russa:

E na frente do grupo há um casal se beijando. Normal, pois a fila está grande e a volta no brinquedo demora alguns minutos. Mas quando você olha de novo, a situação evoluiu para isso:

Pois é. Tenho certeza que vocês se lembraram de certos momentos cabulosos das suas vidas.

E só para completar a história:



O lugar

Acho que essa é minha maior implicância neste assunto e com toda certeza é a imagem mais explícita que postei aqui. Não acostumem.

Se formos realmente pensar sobre isso, é basicamente o único problema. Não vejo nada de errado em duas pessoas se agarrando num local particular (mesmo no qual haja mais pessoas...), mas quando involve desconhecidos e lugares públicos, passa de algo "normal" para "PQP! Nem pra botá uma camisinha!".

Há uma parede na qual me recuso a encostar...

Sabem aquela frase "entre quatro paredes vale tudo" (com direito a algumas alterações), pessoalmente acho-a 90% válida, mas quando essas quatro paredes formar uma área de 532m², aí temos um problema.


O porque

As vezes tenho a impressão que sou o único que consegue enumerar os defeitos de uma mulher, mesmo vendo ela sem roupa. E caso você ainda não saiba: eu acho a mulher melância horrível. E é exatamente por isso que a usei para este sub-título.

Sinceramente falando, creio que existam centenas de motivos para essa putaria gratuita off-line. Desde safadeza até exibicionismo puro, passando por falta do que fazer e novo implante de silicone.

Voltando para a mulher melancia: se ela fizesse uma plástica nas pernas, nos braços, na cara, na bunda, na barriga e uma lavagem cerebral reconstrutora, eu ainda ia achá-la horrível, pois daí ela seria isso:



O complexo juventude X putaria X influência



Acima você vê 2 toperas e compreende que são 3, ou seja, quem filma.



Aqui mais 2.

E aqui:



Uma toupera, carregando um futuro peso para o mundo. Porque é praticamente IMPOSSÍVEL que a criança tenha alguma inteligência, algum futuro depois de nascer.

O que eu quero demonstrar com isso? Que a culpa é 50% dos pais, da família, ou seja, 50% da culpa vem da convivência. Podem pesquisar: a convivência com família e amigos influencia MUITO na formação de uma criança.

Se desde pequeno você for assim:

Você crescerá e ficará assim:

Aí pode ter certeza que irei odiá-lo.

Resumo: o problema começa logo no nascimento e só se agrava com o tempo.


Consequências

Vivemos numa sociedade hipócrita, falsa, cuzona e irremediavelmente moralista. Sendo a primeira e a última caracterísca as quais eu mais odeio.

Ou seja, as mulheres serão taxadas de:


E os homens de:

O que, diga-se de passagem, é uma injustisça.

Felizmente, para mim, aprendi a não ligar para nada do que os outros falam e/ou pensam, o que já me causou muitos problemas e a qual aprendi do jeito difícil. Maaaaaas, como aprendi essa 1º etapa, rapidamente aprendi a etapa 2: não é todo mundo que consegue.

As taxações são só o começo. Como o ser humano não se contenta até destroçar por completo uma pessoa, surgem problemas tal como depressão, isolamento, ansiedade, medo "infundado" e todu mais, o que, sem sombra de dúvidas, ajuda na hora de controlar as pessoas.

O que quero dizer é, você começa assim:

E mesmo ainda sendo jovem, termina assim:

Ou não.


Minha conclusão

Vou expor algo que dificilmente falo: sou um grande cuzão.

E como tal, adoro pisotear coisas. Além de usar do sarcarmo. Também sou direto com as pessoas: se você não entendeu esses 2 parágrafos, feche essa página.

É simplesmente horrível se deparar com pessoas sem o mínimo de noção, para qualquer coisa que for. Um exemplo clássico é aquele que se você pergunta "Tudo bem?" te responde TUDO o que tem feito na vida nos últimos 3 anos. Sendo mais expecífico, é asqueroso quando duas ou mais pessoas estão literalmente nas preliminares bem ao seu lado.

Uma frase a qual odeio e discordo, se encaixa muito bem aqui: tudo tem limite. E passar demais a mão (e outras partes do corpo...), limpar a traquéia e/ou arrumar a posição dos pelos significa que o limite foi ultrapassado há muito tempo. A palavra aqui é bem simples: conciência.

Com um pouquinho só de inteligência, você automaticamente ganha conciência, mas só um pouquinho também. O que eu quero dizer é: se alguém ficar no pré-rala-e-rola no seu lado, sinta-se livre para socá-lo.

Vou falar com a experiência de alguém que já passou por isso: é nojento, anti-ético, bizarro e desconfortável. Tem dois jeitos de acabar com isso: a já mencionada violência ou um "Porra! Se toca caralho!", o que não deixa de ser violência verbal.

Resumão: o problema começa na infância e é aumentado pelos meios de comunicação e por pessoas idiotas, conforme o tempo passa, a pessoa é degredida, o que faz com que essa pessoa reinicie o ciclo com outra criança.

Não sei se dexei realmente claro... mas eu ODEIO isso. Não as pessoas em si (posso odiá-las, mas não necessariamente por isso), mas sim a ação. Por isso fiquem felizes por eu não conhecê-los.

Bem... 1:29 de domingo de Carnaval. Sim, eu sei que sou desocupado.

É isso: meu conselho para vocês é "tenham conciência enquanto ainda podem", pois o futuro pode ser bem desagradável. O que, claro, não deve influenciar no bom e velho Carpe Diem.

See ya!
Related Posts with Thumbnails

0 comentários: Aquela ,Ein ,Ein!, Eu, blog ,opinião ,internet, 1 ,2 ,3 ,4 ,5 ,6 ,7 ,8 ,9 ,0 ,top ,x ,coisas ,vê ,isso ,links ,semana ,post , contos ,de ,duendes ,até ,quando ,acordes , aviso ,acorde ,vícios ,matinais ,porquês ,e ,afins ,vida

Postar um comentário