sábado, 22 de maio de 2010

Top X Coisas que você deve fazer na vida!

Aew cambaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadaaaa!!!

Sabadão tem post aqui no blog (ou não...), portanto, aqui estou eu para gastar mais algumas horas da minha vida para escrever um post que ninguém lerá.

Pois bem, como já disse no post com os links da semana, nosso time perdeu o campeonato, o que fez com que eu (e creio que várias outras pessoas) passasse por um breve período de reflexão acerca das coisas, portanto, aproveitando o longo período sem um top aqui no blog, vamos ao post de hoje: Top X Coisas que você deve fazer na vida!!!!

Simbora!!!


1 - Ralar o joelho

Tenho duas cicatrizes no joelho direito em decorrência da Arte de Correr no Paralelepípedo.

Ralar o joelho é praticamente o objetivo de toda criança (pelo menos devia ser, mas considerando como as coisas estão atualmente...). É praticamente uma marca de guerra: a prova incontestável de que você teve (ou tem) uma boa infância.

É praticamente um ritual sagrado! Não importa o local nem o material usado, só o resultado: joelho sem pele, choro, mertiolate, beijinho da mãe, curativo, começar tudo de novo. Claro, a partir da segunda vez o troço fica mais grave, mas isso só mostra sua coragem, resistência e bravura.


2 - Jogar Pac-man, Tetris e Pong

Não importa o que se diga, ninguém pode ser considerado gamer (ou até mesmo um simples "admirador de jogos") se não jogou Pac-man, Tetris e Pong. Os três maiores clássicos dos video-games são também os mais jogados até hoje.

Pac-man, o "come-come", como vocês bem sabem, faz hoje (22 de Maio) 30 anos e para comemorar o aniversário de 30 anos do jogo mais jogado do mundo, o Google está com o jogo em sua home-page até a meia noite de hoje, mas creio eu que posteriormente haverá uma página permanente do Google com o jogo. Caso você queira jogar, basta clicar em "Insert Coin" (no lugar do "Estou com sorte") e se você clicar duas vezes joga com 2 jogadores (setas e WASD): Pac-man e Ms. Pac-man.

A tela aí em cima é a primeira versão do Tetris, que hoje podemos jogar naqueles video-games-99-in-1-que-só-tem-tetris-e-aquele-jogo-de-"corrida"-que-você-desvia-dos-outros-carros.

E finalmente Pong: o primeiro video-game lucrativo do mundo, ou seja, apesar de não ser o primeirão, é o primeiro que fez sucesso. Não há muito o que falar sobre ele... basicamente foi o terceiro video-game do mundo e dos três clássicos aqui apresentados é o mais simples (e no qual eu me saio melhor).


3 - Tomar sorvete após ir ao dentista

"Ahh, mas tem gente que é pobre e num tem dinheiro pro sorvete!"

Deixe eu explicar: se a pessoa é pobre para um sorvete, ela não tem dinheiro para o dentista, e depois, não é obrigatório fazer isso sempre (apesar de recomendado). De qualquer modo, só que já passou por uma consulta dentária sabe o quão bem faz um sorvete. E não serve só para o pós-dentista, mas para tudo que seja ruim na vida: pode até não acabar com a coisa ruim, mas a deixa menos ruim.


4 - Fazer gol

De uma forma ou de outra, "fazer um gol" é meio que uma cerimônia para nós brasileiros. Assim como eu, você pode não gostar de futebol, mas pelo simples fato de ter nascido no Brasil, é obrigação sua marcar ao menos um gol durante sua vida. Não importa se o gol foi bonito, feio, fácil, difícil, desde que seja válido, está bom.


5 - Ver o pôr do Sol


Já falei sobre isso antes, mas creio que isso pertença a este post. Ver o pôr do Sol significa que o dia está acabando e a noite começando. De uma forma ou de outra, é o marco que indica tudo que aconteceu até aquele momento e o que vai acontecer a partir daquele momento.

Além é claro de ser bonito, devido às cores... ou não, caso você more em grandes cidades. Mas o mais interessante em relação ao pôr do Sol se dá não só pelo momento, mas pelo lugar onde você está e com quem (ou com ninguém) você está. Todo mundo (me incluo nessa) costume dizer que é sempre melhor tem alguém com quem dividir sua vida... pessoalmente acho isso meia-verdade-meia-mentira (o motivo explico outro dia)... e tem gente que me acha maluco por gostar de ficar sozinho... porra, o silêncio é uma dádiva!!!


6 - "Comemorar" uma música "infantil"



Porra... tive de "dançar" isso numa das formaturas (tive uma para cada ano...) do Ensino Fundamental... simplesmente uma das melhores músicas do mundo.

Todo mundo, quando criança, ouve músicas infantis (que incrivelmente tem temas como morte, violência, medo e susto) mas esquece delas quando cresce. É burrice, uma vez que essas músicas fazem parte da sua vida, ajudam a formar sua conciência e é bem possível que você tenha que lembrar delas para cantar para seus filhos, sobrinhos e netos.


7 - Se aventurar na cozinha

Cozinhar não é difícil, o problema é cozinhar bem, e como muitas coisas na vida, a qualidade na cozinha só vem com o treino. Por isso "se aventurar na cozinha" é indispensável na vida: testar temperos, sabores, combinações, enfim, cozinhar é uma das coisas mais legais que alguém pode aprender.

Claro, boa parte das coisas que você tenta dão errado no início, eu já coloquei um tablete inteiro de caldo Knorr para fritar 1 (UM!!!) ovo... ele ficou com a clara marrom (irônico, eu sei) e com um gosto simplesmente horrível. O que quero dizer é que além de divertido, cozinhar rende boas histórias.


8 - Zoar alguém

Eu sei que sou suspeito por falar isso, mas por menor e mais sem importância que seja, uma zueira com alguém é sempre divertido, vejam o Negão por exemplo, zoamos tanto ele que ele próprio ri de algumas das piadas.

E mesmo as piadas maldosas são divertidas (normalmente são as mais divertidas) de se fazer, não de ser o alvo delas, claro, mas fazê-las é divertido. E sim, eu sei que isso é cruel.


9 - Responder "sexo" em todo o o teste vocacional

Já falei sobre testes vocacionais aqui só não lembro se citei tal brincadeira... e para ser sincero, queria realmente ver qual o resultado do teste se a brincadeira fosse feita.


10 - Perder algo de forma humilhante

Sabe aquela história de "perder te ensina tanto quanto ganhar"? Pois é, é verdade.

Ninguém ganha sempre (tirando Mestre Chuck, é claro), é impossível. E o interessante em relação à perder é a perspectiva que você passa a ver as coisas, mas claro, perder sempre é ruim também. E incrivelmente tem gente que tem uma pré-disposição para perder... tipo o Eugene:

E se você não sabe quem é o Eugene, tenha vergonha.


11 - Ficar de recuperação na escola

Esse tópico é um oferecimento do Negão S/A.

Sei que muitos vão achar isso absurdo, mas acreditem, é uma boa experiência. Não uma boa coisa se formos considerar que você não ficou de recuperação "porque quis", mas é uma experiência válida (como todas as outras, diga-se de passagem...).

Na verdade, este tópico resume outro tópico mais abrangente: não levar a escola tão a sério. Claro que é importante se dedicar e tirar boas notas, mas não são oitos e noves que irão definir quem você será. Podem definir a faculdade que você irá cursar ou no que irá trabalhar, mas não quem você será... o único problema é esse fato se tornar justificativa para sua burrice.


12 - Rir

Que rir é bom para a saúde todos já sabem, mas o mais importante em relação à risada é a própria risada. Exceto quando a vontade de rir vem nas horas erradas, como por exemplo em enterros, apresentações de música clássica, brigas, durante a missa ou coisas do tipo.


13 - Passar o dia chuvoso em casa e brincar na chuva

Taí duas coisas que eu gosto: chuva e fogo. E sim, eu sei que sou estranho.

Várias vezes durante nossas vidas acordaremos pensando ter um ótimo dia "para brincar lá fora", mas estava chovendo. Nos resta então duas escolhas: ficar dentro de casa ou brincar na chuva.

Se escolhemos a primeira, podemos passar o dia no sofa, tomando sorvete e comendo porcarias, assistindo nossos programas favoritos. Se escolhemos a segunda, desfrutamos de ótimos momentos de dança, para depois entrar e tomar um banho quente. Qualquer que seja a escolha, ambas valem à pena, pois são divertidas e recompensadoras, cada uma ao seu modo.


14 - Passar a noite acordado

Passar a noite acordado é uma experiência nostálgica pelo simples fato de saber que as outras pessoas estão dormindo e também por poder fazer qualquer coisa ao invés de dormir.

Os motivos podem ser os mais diferentes possível: porque deu vontade, porque precisa terminar um trabalho, porque vai passar algo na TV, enfim, quase qualquer coisa. Só não é tão divertido quando esse "ficar acordado" se dá por causa de uma doença ou quando é a força, ou seja, para ser divertido, tem de ser feito por livre e espontânea vontade.


15 - Tirar fotos

Esse tema, admito, divide minha opinião. Por um lado, odeio tirar fotos e acho um enorme desperdício de tempo ficar tirando fotos àtoa (entende-se como "para por na internet"). Já pelo outro lado, tirar fotos é um meio de guardar recordações das coisas que você fez e faz (ou não). Sem falar nas pessoas que trabalham com isso.

Já falei várias vezes aqui no blog: tenha criatividade nas fotos, não seja um merda que tira fotos para por no seu Orkut. Estilo de verdade é ser único e não ser único como vários únicos.


16 - Pedir para lhe contarem histórias

Histórias, sejam contos, fábulas, lendas, fazem parte da vida de todo mundo, mas a maioria só conhece essas histórias depois de velho, o que é um erro, uma vez que quando crianças essas histórias são bem mais legais.

De qualquer jeito, se a pessoa for uma boa contadora de histórias, é divertido ouvir essa história. Claro, lê-la também é ótimo, mas é bom mudar de vez em quando. Pessoalmente, meus pais nunca foram de me contar histórias, salvo por raras exceções, mas felizmente adquiri o hábito e o gosto de lê-las. O que quero dizer é que histórias fazem bem para nós, estimula a criatividade e a imaginação, e claro, são bem mais legais que ver MTV.


17 - Comprar coisas inúteis

Tenho mais de 200 carrinhos desse tipo aí... sempre me davam quando eu era criança.

Não vou entrar num discurso capitalista sobre bens de consumo (nem num anti-capitalista), mas que comprar coisas é divertido ninguém pode negar. Por melhor que seja comprar uma geladeira, por exemplo, é realmente mais legal comprar uma TV 42" ou um Xbox 360. E não vale só para coisas caras, mas para baratas também: os carrinhos da foto, io-iôs, porta-retratos, pacotes de balas de yogurt, cabos USB, revistas de jogos, enfim, qualquer tralha que seja dispensável (ou "inútil", como preferir) para a sobrevivência (não que uma geladeira seja, mas é mais proveitoso uma geladeira do que a TV).


18 - Se foder

No sentido ruim mesmo. Alí em cima falei de "perder e ganhar" e alguns podem pensar "qual a diferença?!". É bem simples: enquanto perder e ganhar não depende só de você, o "se foder" é total e completamente por culpa sua. Claro, pode ser causado por outra pessoa, mas para ela fazer isso, você tem que ter feito algo à ela, como nascer, por exemplo, bem como a piada diz.

Ainda em contradição com o "perder e ganhar", o "se foder" não é divertido. Pode vir a ser divertido no futuro, mas não no presente, e ele ainda ensina que você pode se foder, ganhando ou perdendo.


19 - Comer

UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!!

Claro que comer é necessário à vida de qualquer jeito, mas aqui me refiro a "comer" como forma de diversão, nada de afogar mágoas, canibalismo (se bem que tem gente que faz por diversão...), coisas não religiosas e como esporte. Sério, cometições de comida que não forem feitas entre amigos, por diversão, são completamente idiotas, pensamento de gordo fudido mesmo. Eu sou gordo, mas não sou idiota de comer 45 cachorros-quentes em 10 minutos, isso é o que eu chamo de "pensamento de gordo", mas falo mais sobre isso outro dia.

De qualquer maneira, comer é divertido, isso é um fato, e não precisa ser gordo para saber disso. Mas é claro que nós gordos somos os que mais entendemos de comida, logo, numa discussão sobre o assunto, nós temos sempre razão. Negão, aprenda isso.


20 - Xingar

Derçy não morreu de verdade, só está esperando os 3 bilhões de dias para recussitar.

Sim, é falta de educação, mas tem hora que os bons modos devem ser pregrados na cruz. Ainda sim, há estudos que dizem que xingar aumenta a expectativa de vida (larga de ser vagabundo e pesquisa!!! Pensando que vai ter tudo na mão?!?!). Mas o que importa mesmo é que tem gente que merece ser xingada, e temos que honrar nossos deveres.


21 - Contar suas histórias para seus netos

Sim, eu sei que já falei disso também, mas é inevitável quando se trata de coisas para fazer na vida. Contar as merdas que você fez quando jovem aos seus netos é uma das coisas mais fodas que você pode fazer na vida. É bem capaz deles não entenderem boa parte das coisas que você disser, mas quando forem mais velho e você tiver morrido (ou não) eles irão entender, e com sorte contarão aos netos deles o que você contava. Ou não.

Sim, você terá de usar um "filtro" dependendo da idade dele (ou "deles"), mas nada que não possa ser resolvido com metáforas e com o tempo.


22 - Ter um animal de estimação

Seguinte: eu adoro cachorros. Mas cachorros de verdade, não ratos, como os pinchers. De forma bem genérica, gosto de cachorros grandes, logo, para mim, cachorro é o melhor amigo do homem, e tenho dito. Mas tenho também tartarugas e um coelho aqui... sendo que já tive outros coelhos, codornas e calopsitas, portanto, se você não gosta de animais você é um imbecil que vai torrar nas chamas eternas do inferno.

Creio que o único ponto contra os animais de estimação seja o preço (veterinário, comida, etc) e a não capacidade de falar... porque do resto eles são melhores que nós humanos... se bem que tem gente que dá um gasto desgraçado, como mulheres e velhos por exemplo.

Ahh sim, quem está na foto é John Grogan e o Marley... sim, o filme não é tão bom assim.


23 - Escrever uma lista idiota sobre coisas para fazer

Listas desse tipo sempre tem esse item... então por que quebrar a tradição?


24 - Coisas não religiosas

Cruz queimando, saudação nazista, bandeira americana... isso definitivamente não poderia ser melhor...

Sim, eu sei que vocês esperavam algo relacionado à "sexo", mas nem tudo na vida se resume ao pecado carnal como vocês, tarados, pensam. Ainda sim, ninguém no mundo é/foi/será santo, não importa o que as igrejas digam. Todos nós cometemos "pecados" cedo ou tarde, você realmente acha que a Madre Teresa nunca fez nenhuma merda na vida (figurativamente falando, claro)?

Mas fiquem tranquilos, o perdão não custa assim tão caro.


25 - Dizer " na minha época..."

Eis algo que realmente precisa ser feito na vida. Creio que uma geração nunca fica feliz com mais de 50% do que a próxima geração faz. Mas acho também que a minha geração (e provavelmente a sua também) irá se adaptar muito melhor às gerações futuras do que meus e seus avós, por exemplo, que são de 2 gerações antes das nossas.

Basicamente, todo velho (ou velha) tem o direito de proferir tal palavra e completá-la como quiser. É claro que a geração atuante irá discordar severamente, mas o que eles sabem? São jovens e idiotas!


26 - Fazer o chifrinho

Como vocês bem sabem, dia 16 de maio Mestre Ronnie Dio foi para o Palácio Sagrado do Rock. Não fiz nenhum post sobre o assunto por não ter tido muito tempo, mas de forma alguma deixaria tal fato passar em branco. Então, fica aqui minha homenagem ao Mestre:



Enfim, já falei do chifrinho antes e torno a dizer: o chifrinho é rock. Mas cuidado, é para ser usado para os estilos músicas que o tem como símbolo. Fãs de Restart e esse tipo de merda são EXPRESSAMENTE PROIBIDOS DE EXECUTAR TAL MOVIMENTO, com penas indo desde morte até morte longa e dolorosa.

"Mas se só algumas pessoas podem usar o chifrinho, como é que todo mundo deve fazê-lo na vida?!"

Simples: ou você se converte ao lado azul da Força e renega todas essas infâmias ou morre, portanto, ou você tem bom gosto (ou o adquire), faz o chifrinho e vive ou você é um bosta, não faz o chifrinho e morre, simples assim.

LONG LIVE ROCK N' ROLL!!!


27 - Viciar em algo

Como diria o Orkut, "o vício de hoje pode se tornar a virtude de amanhã", portanto nada mais justo do que termos nossos períodos de vício, seja este em jogos, na internet, em coisas não religiosas, em comprar, enfim, qualquer coisa, até mesmo drogas (claro, afinal quem estará se fodendo é você, não eu).

O vício é a melhor parte de muitas carreiras: durante o vício em um video-game você é praticamente imbatível, durante o vício na internet você adquire cultura inútil e durante o vício em drogas você ganha uma cama com fivelas e correias.

Enfim, o vício é bom e ruim ao mesmo tempo, até porque, você não espera realmente que passar 36 horas jogando RPG seja bom para sua saúde, né?


28 - Pular na cama

Juro que só não faço isso atualmente porque a cama quebraria.

Emfim, pular na cama tem que fazer parte da vida de todo mundo e se você ainda não fez, você deve fazer, não há desculpas (se você não tiver uma cama - o que eu espero que não aconteça - vá numa loja). E além de ser divertido é ridiculamente engraçado ver a cara dos vendedores olhando para você.


29 - Dizer "não se fazem mais coisas como antigamente"

Homens.

Não se fazem mais coisas como antigamente. Nada. Nem trens, nem carros, nem paredes, nem super-heróis, nem música, nem filmes, nem gênios, nem brinquedos, nem computadores, nem skates, nem intelectuais, nem escritores, nem desculpas esfarrapadas, nem cimento, nem plástico, nem gasolina, nem gente, nem camelos, nem escolas, nem Allstars, nem cabelos, nem mouse pads, nem reboque, nem água, nem churrasqueiras, nem atores, nem garrafas PET, nem mulheres, nem telefones, nem quadros, nem montagens de fotos, nem café, nem blogs, nem pá de pedreiro, nem video-games, nem sorvetes, nem corantes, nem controles-remotos, nem programas de TV, nem e-mails, nem Mestres, nem atrizes, nem coisas não religiosas, nem xingamentos, nem vlogs, nem árvores, nem rios, nem motos, nem cantoras, nem zueiras, nem listas, nem ratos, nem chinelos, nem drogas, nem gols, nem estilos, nem luzes, nem aranhas, nem gente pensante, nem traumatismos cranianos, nem trabalhos de faculdade, nem estágios, nem pedágios, nem caminhões, nem violência, nem censura, nem canetas e nem hacks de Counter Strike e o mais incrível é que estamos numa era em que as coisas costumam piorar com o passar do tempo. Se estivéssemos na Idade Média, as coisas mudariam para melhor, uma vez que já estaríamos cavando o fundo do poço.

Também não se fazem mais pessoas com vontade de ser palavras repetidas como antigamente.


30 - Teorias malucas sobre alguma coisa

Seja sua série favorita, seu livro favorito, seu trabalho favorito, seja sobre qualquer coisa, fazer teorias sobre o que vai acontecer, o que deveria acontecer e o que deve acontecer é necessário, bobo, tosco, inútil e divertido. Sem falar nos montes de pessoas que você vai irritar com suas teorias, o que leva à um monte de reclamações idiotas para você responder com alegria por ver alguém sem vida.

Quanto à Lost, bem, eu não assisto, só vi o primeiro episódio (na Globo... é, eu sei) e umas partes de episódios sortidos, mas creio que todos estão mortos devido à queda do avião e que voltarão à vida e no tempo, ficando agora na ilha, logo após o avião cair, ou seja, irá começar tudo de novo.


31 - Viver

Esperavam alguma imagem bonitinha, com paisagens e pessoas com os braços levantados?

Com toda certeza esse é o tópico mais importante do post. Não é possível fazer nenhuma das anteriores (e nem qualquer outra coisa) sem antes ter uma vida de verdade, mesmo que seja só um pouco, mas MUITO pouco, uma vida de verdade, pois "é de grão em grão que a galinha enche o papo" e se você fizer as outras 30 coisas aqui escritas no post (e as muitas outras existentes) você irá conseguir uma vida de verdade e aí poderá zuar os pobres coitados que não tem vida.


Minha conclusão:

Cambaaaaaaaaaaaaaadaaaaaaaaa, termino o post ao som de Bon Jovi:



Enfim, ter uma vida é o ponto principal, o essencial para ser feliz. Não importa o quanto você se foda durante sua vida, quando você estiver para morrer e sua vida passar diante dos seus olhos você vai se orgulhar tanto das coisas boas quanto das coisas ruins que aconteceram com você (sejam elas culpa sua ou não), afinal, você não estaria alí se não fosse por elas.

De qualquer modo, o que vai importar realmente no final é se você gostou ou não da vida que você teve, pois dalí pra frente é outra história, da qual poucas pessoas no mundo podem falar com propriedade e feliz ou infelizmente, eu não sou uma delas. Mas posso lhes dizer um pouco sobre o aqui e o agora e acho que o mais importante é realmente o que VOCÊ acha da SUA vida. Mande um "foda-se" pra todo mundo, mas esteja pronto para saber "concertar" esse "foda-se" ou para sofrer as consequências de não "concertá-lo".

Durante o post todo abordei algumas das principais coisas que você deve fazer para ter uma vida, mas isso não quer dizer que você tenha que fazê-las, você deveria, mas não é obrigado a fazê-las (pelo menos não por mim) e portanto fica ao seu cargo o jeito pelo qual você vai viver, como eu disse, basta você aguentar o peso das suas decisões.

Faça merda, seja odiado por alguém, seja amado por alguém, coma, jogue video-games, admire paisagens, brinque na chuva, ria, use filtro solar, compre, venda, gaste, rale o joelho, chore, corra, use a internet, faça coisas bregas, escute música, quebre seu teclado, assita TV, rabisque, rasgue, voe de avião, dirija um caminhão monstro, seja ator, fabrique queijo, empreste, escreva, estrague, role, leia, vá a shows, rode a bolsa, vista roupas feias, divirta-se, divirta os outros, namore, digite, pisque, sorria, corra, derrube coisas de prateleiras, amasse roupas passadas, molhe roupas secas, salve documentos, rasgue contas, tire fotos, publique essas fotos, esconda as fotos que você mais gosta, guarde lembranças, publique essas lembranças, tenha amigos, tenha inimigos, escolha um lado, fique em cima do muro, veja vídeos, se cubra com um cobertor, veja maratonas de suas séries favoritas, arranje um emprego, se demita do emprego, tenha um animal de estimação, dê biscoitos para seu animal de estimação, viaje, volte da viagem, traga presentes da viagem, faça empréstimos, dê cano na financiadora, tire seu nome do SPC, tome banho, ouça histórias dos mais velhos, minta, reclame do frio, tenha calor, fique de recuperação, faça o símbolo do rock, faça rock, brinque de Lego, doe seus Legos, compre Pla-Dohs, atire em zumbis, pule na cama, seja parte da juventude, reclame de juventude, aprenda outros idiomas, vicie em coisas inúteis, xingue, faça listas, risque os itens das listas, zoe seus amigos, seja zoado por seus amigos, veja o pôr do sol, curta a nostalgia, cante músicas da sua infância, se suje, case, tenha filhos e no final, conte tudo isso para seus netos.

Prometam que vão contar para seus netos... ou para os netos de outras pessoas.

See ya
Related Posts with Thumbnails

0 comentários: Aquela ,Ein ,Ein!, Eu, blog ,opinião ,internet, 1 ,2 ,3 ,4 ,5 ,6 ,7 ,8 ,9 ,0 ,top ,x ,coisas ,vê ,isso ,links ,semana ,post , contos ,de ,duendes ,até ,quando ,acordes , aviso ,acorde ,vícios ,matinais ,porquês ,e ,afins ,vida

Postar um comentário