sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Coisas que nunca acontecem em shows

Aeeeeeeewwwwwwww cambaaaaaaaaaaaaaaaaaddddddaaaaaaaaaa!!!!!

Começo o post ao som de Red Hot Chili Peppers:



E como faz um bom tempo que não temos um Coisas aqui no blog, então nada mais justo que juntar o Coisas com um tema que marcou essa samana para mim: shows.

Então, peguem suas camisas da banda, tralhas que piscam e aprendam as letras das músicas, porque esse post vai estar cheio de música de verdade.

Simbora!


Shows

Shows, como vocês sabem, é quando um artista (seja cantor, ator, poeta, etc) se apresenta para uma platéia (a qual não necessariamente gosta do que está presenciando). No caso, os shows aos quais me refiro são aos shows musicais, nos quais um cantor, uma cantora, uma banda, uma orquestra (ou qualquer outra coisa).

Shows, numa forma geral, são nada mais que uma reunião de um monte de gente que gosta da mesma coisa. Claro, tem babacas que vão em shows que não gostam (o clássico "pra pegá mulher"), mas na maioria das vezes é por apreciar a obra.

Se o show não é em um lugar organizado, "show" vira sinônimo de "local-apertado-quente-e-cheio-de-gente-com-barulho-gente-bebendo-e-fumando-em-cima-de-você". Já um local organizado (uma casa de shows, um teatro e afins), com camarotes e tudo mais, aí é algo foda.

De qualquer forma, "show" é sinônimo de "apresentação-musical-decente" nesse post, então, o próximo item já será uma dos itens da lista.


"Esse cara num toca/canta nada!"

Se o show for realmente de boa música, com bons músicos, tal frase jamais será proferida. Hoje mesmo, num debate com o Negão, apresentei-o à uma verdade universal: se o cantor é bom, ele canta qualquer coisa. Só há um tipo de cantor: o que canta. Não tem essa de "ele só canta esse estilo musical". Pode não ficar bom para a voz do cantor, mas ele SABE cantar TODOS os estilos.



Então, num bom show, todos os artistas tocam e/ou cantam bem, seja o estilo que for, quando for, onde for. E tenho dito.


Vaia

A não ser por pedido dos artistas, "vaia" é algo que não existe em um bom show. Vaia simplesmente não existe no vocabulário de um bom artista.



De verdade, se você for em um show e ouvir vaias, saia do local no mesmo instante, porque não valerá à pena perder seu tempo e paciência em tal show.


Água 1 real, camiseta 15 reais e cerveja 3 reais

Por melhor que seja um show, preços baratos em bebidas, comidas, camisetas, CDs e qualquer outra coisa são um mito. É mais fácil você gastar uma nota de 50 em uma única coisa do que ter de tirar uma nota de 10 da carteira.



O show em si pode ter um preço 70% abaixo do esperado, mas pode ter certeza que tudo que for vendido no local do show (inclusive os ingressos para os banheiros...) vai ser uma facada nas suas finanças e um soco no seu estômago.


"Que merda de música!"



Não, nunca, jamais, em hipótese alguma alguém diz isso. Música ruim não existe em um bom show, música ruim só existe em show ruim.

Se alguém falar que a música é ruim, significa que tal imbecil gosta de tudo que é merda existente no universo: Cine, Hori, Parangolé ou qualquer outra porcaria. Ou seja, se alguém falar tal frase num show bom, ele merece ser empalado e obrigado a beber ácido.


Ingresso sobrando


Bons show nunca tem um número de ingressos "justo": a quantidade de ingressos sempre será menor do que a quantidade de gente que quer comprar os ingressos, o que leva a pensar que ou os artistas já são muito ricos e não ligam para dinheiro ou que eles são burros.

Por exemplo, o Scorpions fará no final do ano seis show aqui no Brasil, uma vez que esta é a última turnê deles, que vão parar de tocar (pelo menos por enquanto), o que é uma pena.



Note que só há mulheres na platéia.

E o infeliz que vos fala está há uns 3 meses tentando conseguir ingressos para ir ao show. Então, ou você garante seus ingressos com muita antecedência ou vai ter de se contentar com os relatos de quem foi ao show... como eu fiz com o AC/DC.


Show de abertura ruim e show principal bom (e vice-versa)



O James Blunt abriu o show do Elton John em 2009...

Apesar de haver algumas polêmicas na relação show de abertura VS show principal, normalmente, se uma das duas bandas (ou o que quer que seja) for boa, a banda que fará a abertura (e vice-versa) tem grandes chances de ser uma ótima banda também, podendo ser até melhor que a banda principal.


"Subir no meu ombro?! De jeito nenhum!"

Na falta de uma foto melhor vai essa mesmo...



Enfim, subir no ombro de alguém para assistir ao show só pega bem se você é mulher ou se é criança, mas de qualquer jeito, já é algo clássico nos shows por mundo afora. E depois, é bom tanto para o cara que segura a garota (por motivos que se espostos fariam esse blog ter censura 18 anos) e para a garota, que tem uma visão melhor do show.


Com o cambista é mais barato

Se você deixa para comprar os ingressos na frente do local do show e se acha incrivelmente esperto por isso, parabéns, você é um otário.



Além de você pagar mais por um ingresso, você ainda corre o risco de ser pego negociando com o cambista e o risco de o ingresso ser falso, então, compre antes os ingressos ao invés de querer se exibir e de deixar para resolver tudo na última hora.


Banheiros próximos

É estranho... mas eu gostei da simplicidade da coisa.

Por mais que você tente, por mais próximo ao banheiro que você fique, na hora da necessidade (seja para o que for) você verá que o sanitário estará incrivelmente distante de você e provavelmente estará inteiro ocupado.


Mulher se jogar na platéia (Mosh/Crowd Surf)

Eis algo que não acontece. Ou melhor, não acontece onde você está: é a Lei de Murphy. Acredite você ou não, isso aqui:



NUNCA aconteceu. E podem ter certeza que quando uma mulher se jogar pra galera, ela irá pular onde tem mulher ou simplesmente não irá funcionar. Tipo assim:



Pode acreditar, todas as fotos que você achar com mulheres se jogando na galera ou deram errado ou nunca aconteceram. Eles apenas querem que você PENSE que acontece.


"Que horas termina?"



For those about to rock divide as pessoas... por um lado é uma música fodona e tals, mas nos shows do AC/DC a execução dela significa que o show está acabando.

Sempre queremos que os bons shows durem uma eternidade (na verdade, sempre queremos que as coisas boas durem para sempre...) então não tem essa de ficar olhando as horas e querem saber quando o show termina. O único indício de que o show termina é a vontade de "quero mais" depois da última música.


Todas as grandes músicas são tocadas



Por melhor que seja um show, nem todas as grandes músicas são tocadas, sempre tem uma que fica de fora, afinal, não dá para tocar tudo num único show. Sempre vai haver aquela música importante, aquele sucesso, que será deixado de fora.


O show vai estar vazio

Show (seja bom seja ruim) é sinônimo de local lotado, não importa a hora, o dia, o clima, nem qualquer outra coisa. E não é só na pista que rola uma suruba generalizada, mas basicamente em todo canto de onde estiver acontecendo o show.



Esse é um dos principais motivos que me faz não ir em shows: odeio local lotado. Sei lá... a perspectiva de passar 2 horas no meio de um monte de gente, pulando, suando e gritando não me é tão agradável.


"Vamo imbora?"

Ir imbora no meio de um show é quase um pecado. Pense bem: você pagou o show, se dispôs a ir até o lugar do show e provavelmente fez questão de avisar todo mundo que você ia ao show. Quando alguém te fizer essa pergunta cretina, basta apenas ter dó da pobre alma.


Vai ter onde estacionar

Qualquer pessoa que sabe um mínimo sobre o Brasil, sabe que a questão "onde estacionar o carro" é um problema. Está cada dia mais difícil arranjar um lugar para estacionar o carro, e em shows não poderia deixar de ser diferente.



E é claro que tem quem aproveite disso: os donos de estacionamento. São durante os shows que esses mafiosos safados tem um lucro de 3000% ao mês, afinal, vagas são disputadas à tapa por quem vai num show.


Você não se divertir

Por mais coisas ruins que podem acontecer num show (a acontecem), a boa música e um bom show compensam todo resto (ou quase). Claro, se o show foi uma merda, você vai voltar revotado para casa e provavelmente não vai mais nos shows daquele artista, mas se isso acontece, só prova que você tem mal gosto musical.



E sabem qual a melhor parte de ir num show? É esfregar na cara de quem não foi.


Minha conclusão

Cambaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadaaa termino o post ao som de Charlie Brown Jr:



Pois bem, shows são bons com duas condições: que você goste de ir à shows e que seja um show bom, com bons artistas e boa qualidade técnica. De nada adianta ser um bom artista se a estrutura técnica do show é ruim, mas o oposto é válido: uma grande estrutura não faz o show de um artista ruim ficar bom.

Shows podem ser muito bons mas também podem ser grandes roubadas, afinal, horas de fila e uma decepção musical desanimam qualquer pessoa que goste de música. Mas é claro que enfrentar as filas e o tumulto pode valer à pena caso o show seja bom nos demais aspectos.

Tá certo que eu sou um desgraçado chato e tudo mais, mas se você tem um gosto ruim para música, é bem provável que qualquer merda que lhe enfiem goela abaixo você vai gostar e vai se divertir com isso, mas a culpa de você ser um bosta não é sua... não totalmente... então, sejam leitores bonzinhos e ouçam coisa de qualidade sim?

De qualquer modo, shows são coisas legais de ir assistir, não deixem filas ou preços atrapalharem vocês, afinal, sempre tem como entrar de penetra e furar a fila, basta habilidade. E caso vocês vejam alguma mulher se jogando no meio da galera, filme e deixe aqui nos comentários, ficarei feliz em provar a teoria conspiratória para vocês.

See ya!
Related Posts with Thumbnails

0 comentários: Aquela ,Ein ,Ein!, Eu, blog ,opinião ,internet, 1 ,2 ,3 ,4 ,5 ,6 ,7 ,8 ,9 ,0 ,top ,x ,coisas ,vê ,isso ,links ,semana ,post , contos ,de ,duendes ,até ,quando ,acordes , aviso ,acorde ,vícios ,matinais ,porquês ,e ,afins ,vida

Postar um comentário