sábado, 4 de setembro de 2010

O post que eu havia prometido: o que é ter estilo

Aaaaaaaaaeeeewwwwwwwww cambaaaaaaaaaaaaadaaaaaaaa!!!!

Pois bem, dia de post aqui no blog, portanto, aqui estou. Aliás, vejam meu último post lá no Bacon.

E olhem quem voltou: a minha falta de idéias para post!!!

...

E já sei! Vamos falar de estilo!

Nota: vou falar no masculino, mas vale para homens e mulheres.

Simbora!


Estilo

Melhor fazer as piadinhas ruins logo de início, não?

Ter estilo é algo muito simples na verdade: basta ser único (já falei tanto disso aqui que nem vou colocar links).

Único | adj.

1 - Só; sem outro da sua espécie ou qualidade.
2 - Fig. Muito superior aos outros.
3 - Sem precedentes.
4 - Singular, extravagante; ridículo.
5 - Excepcional! Excecional; exclusivo.

É muito fácil ser único, é o clássico (e brega) "eu sou mais eu". Em linhas gerais, ser único é ter características, idéias e opiniões que só você tem, ou seja, ser único é ter qualidades que te caracterizam.


Então ser único é ser excluído?

Só porque ele é preto.

Ser excluído por ser único é uma consequência comum até, mas não é regra. Digo, ser excluído porque você é o único que gosta de explodir rãs é algo compreensível, mas ser excluído porque você não gosta do McDonald's é totalmente idiota.

Claro que opiniões diferentes sobre um determinado assunto fazem pessoas tomar caminhos diferentes (soou muito clichê esta frase, né?), mas não é algo que exclui as pessoas (pelo menos não deveria ser). E depois, mesmo que você for considerado estranho e excluído por aqui, o Japão é logo alí.

EPIC WIN!!!


Milhares de únicos

Ééééé, os posers! Lembram deles?

Na época do post sobre eles, falei só de relance sobre essa história de ter um monte de "únicos", mas esse post é sobre isso, portanto, estou cumprindo o que eu disse (umas 8291469587187915 de vezes): que faria um post sobre o que é estilo.

Enfim, sempre (ou quase sempre) ouve posers na história da humanidade, mas a atividade deles se intensificou MUITO nos últimos 10 anos. Por pura coincidência foi quando o hip hop e o rap ganharam espaço.

Juro por tudo que é mais sagrado que eu sentava um Sparta Death Kick nesse pivete se ele aparecesse na minha frente, assim:

Enfim, nesses últimos 10 anos, os posers, de todo e qualquer grupo, ganharam um espaço enorme no mundo, afinal, as mídias de comunicação em massa começaram a crescer também e com isso esses maravilhosos exemplares também cresceram e crescem cada vez mais.

Não ficarei dando exemplos, afinal, todos já vimos (e continuamos vendo) gente idiota colocando frases como "complicada e perfeitinha", "unikáh", "os chapa" e coisas do tipo em seus orkuts. A questão é que todos esses otários que SÃO a massa falam exatamente a mesma coisa: que são únicos.

Vou deixar claro, de uma vez por todas: a MASSA NÃO É ÚNICA. Simples assim, não tem o que discutir, não tem o que debater. A massa é a massa, sabe aquelas morais de fábulas que dizem para você ser quem você é? É exatamente isso. Não que alguém da massa não possa criar juízo (sim, falei que nem velho) e sair daquele mar de igualdade, mas é raro, é MUITO raro.

Raro que nem o Arceus, que, para quem não sabe, criou o universo.

Então, se você se deparar com alguém dizendo que é único, fique com os dois pés atrás. Claro que a pessoa pode estar falando algo que é verdade, ou seja, que essa pessoa seja realmente única, então, nesse caso, não tenha medo, ou melhor, tenha medo sim, mas pelo menos será um medo justificável...


Nem só com rolo de macarrão se controla a massa

Caso você ligue sua TV, seu rádio ou acesse a internet, você verá que tem coisas e pessoas que tem como única função controlar as massas. Essas coisas (ou pessoas) usam dos mais diferentes artifícios para alcançar tal controle: vão desde fotos até coisas não religiosas, de programas matutinos até exibições comprometedoras pela webcam.

Essas pessoas se situam no meio, entre ter estilo e fazer parte da massa, se equilibrando no meio termo, tombando um pouco para cada lado, dependendo de suas intenções. Uma comparação válida, seria que uma TV só funciona com o controle remoto feito para ela, ou seja, cada massa tem seus ídolos próprios, e é deles que falarei em seguida, então (usando algo que também estava longe do blog há um tempo) vamos por partes:


Brega

Nessa categoria é que se encaixa o axé, toda a cultura brega, algumas vertentes do forró, do pagode, religiões como o candomblé e algumas vertentes consideradas "cults".

Entre os ídolos dessa massa figuram o Araketu, Cláudia Leitte, Grupo Revelação, Falcão, Inimigos da HP e Alexandre Pires.


Cults

Engloba tudo que é considerado cult e underground, indo desde quadrinhos até brigas de rua.

Com ídolos no melhor estilo Buffy:

E não, a Sarah Michelle Gellar não compensa a qualidade da série.


Rock

Todas as possíveis vertentes do rock estão aqui, bem como góticos, emos, punks, neo nazistas e suicidas.

Nota: me recuso a escrever o nome da "banda" acima.


Eletro

Indo desde gadgets "grandes" (TVs, home theaters, mini systens) ao tuning e música eletrônica, esta é uma das maiores vertentes da massa.

Coloque aqui toda a lista de DJs, além de malucos como Paul Teutul Sr e a Kesha (dá até um desânimo em pensar nessa mulher de tão ruim que é a música):



Nerds

E à sua esquerda vemos um dos principais responsáveis por essa merda toda.

Nerds estão na moda e essa é a única condição para algo se tornar um produto para as massas. Portanto, esse grupo inclui tudo que é considerado nerd, geek, o mundo dos quadrinhos, coisas ligadas à tecnologia, internet e até mesmo algumas áreas da engenharia.

E bem, os ídolos desses infelizes são posers que se passam por nerds, então nem os citarei.


Manos

São da pesada. Quem reklama eles ispulça.

Todos esses rappers, hip hoppers, chappers e coisas do gênero são ídolos. Aliás, basta ter voz ruim, fazer rima ruim, falar da favela, usar bermuda no meio da coxa e uma camiseta 2935720 vezes maior que o corpo, que eles já admiram. Um bone com aba reta virada para trás, tênis emprestado dos skatistas e umas bijuterias assim:

Fazem uma reputação.


Fotografia e publicidade

Fotografia, publicidade, propaganda, área de eventos, programas de TV, rádio enfim, toda essa área de comunicação está inclusa. Aliás, essa é a massa que apoia todas as outras massas.

Nesse caso, os ídolos são os amigos idiotas que tem uma câmera boa, não é ninguém em especial.


Revolts

Sabem aquele "estilo" rebeldia sem causa? Pois é.

Aqui também entra os góticos, emos, punks e todos esses grupos que são vistos com "maus olhos" pela sociedade (claro que a massa os aceita).

Colírios, todos aqueles atores B, pseudo filósofos e gente que vende aquela camiseta do Che Guevara:

Viva la revolucion!


Tendo as principais massas catalogadas, vamos à próxima parte do post.


Controle da mente, exército e matar gente com um piano

Eu falo muito mal de todas as pessoas que controlam as massas (e com razão) e como eu já disse, muitas vezes eu faço minha opinião parecer mais radical do que realmente é.

Quando o assunto se trata desses ventríloquos sou especialmente cruel e chato, falando o quão merda eles são. Não que eu tenha mudado de idéia, eles são realmente uns bostas, mas apesar disso são inteligentes, ahhhh, são muito inteligentes.

Se por um lado o trabalho deles é uma porcaria (uma GRANDE porcaria) as intenções por trás desses trabalhos não são nada humildes: nada menos que a dominação mundial.

Por mais que eu não goste de admitir, todos esses ídolos bonzinhos e que amam seus fãs, tem uma grande mente (ou tem alguém com uma grande mente por trás deles), visando não só a aliciação desses fãs (sim, para formar um exército) mais também (e obviamente) o lucro, puro e simples.

Alguém pode ler o trecho acima e falar: "Tá falando do quê maluco?! Teoria da conspiração?! Dexa de ser otário!"

E eu respondo: "Isso é exatamente o que ELES querem que você pense!"

E aí você pergunta: "Mas e como resolvemos isso?"

"Assim".


Como ter estilo

Feio? Talvez.
Estiloso? Com certeza.

Ter estilo, como falei lá em cima, é ser único, diferente. Atualmente, com tudo que é coisa virando moda (e por consequência "estilo de vida"), pode parecer que para se ter estilo é preciso parecer estranho, extravagante e até mesmo esquisito, conceito que está claramente errado.

A pergunta que pode surgir é "como é que alguém, que faz parte de grupo que tem a mesma filosofia de vida, pode ter estilo?"

A resposta é um tanto quanto óbvia: usar coisas desse estilo de vida de um jeito que só você usa. Se você é skatista por exemplo, dê um jeito que arranjar um skate que só você tenha. Nos casos em que a pessoa daz parte desses "grupos", para ter estilo é preciso usar a tal da customização.

Ou ser maluco.

Outra coisa que se fala muito é sobre o cabelo. Franjas, tingimentos, cortes, efim, tudo isso pode fazer parte do seu estilo, desde seja algo que só você tenha.

Viu? Franja com estilo é assim.


Ter estilo é pecado

Apesar de a massa ser comandada, ela ainda tem um pouco de inteligência própria remanescente, e toda essa inteligência (que não é muita) é usada para três coisas:

1 - Defender seus ídolos de tudo e todos que falem mal deles
2 - Adorar seus ídolos
3 - Repudiar quem tem estilo de verdade

As massas são os principais membros do grupo de fãs idiotas e com sua pouca inteligência dividida, tanto os argumentos para defender seus ídolos quanto suas declarações para os mesmo são completamente toscas e idiotas.

Mas quando a missão é excluir as pessoas que tem estilo, devo admitir, a massa é muito boa, aliás, ela é ótima. Pessoas que tem estilo de verdade estão muito além da compreensão da massa, e como o ser humano tem a tendência a hostilizar tudo que ele não entende, o resultado é óbvio.


Pessoas com estilo

Se eu me arrependesse das coisas, me arrependeria desse sub-título...

Como não poderia deixar de ser, vai aqui uma pequena lista de pessoas que possuem estilo, mas atenção: NÃO os copie.


Rihanna

Não gosto do trabalho dela e não posso dizer que gosto dela (mulher que apanha de homem e continua com ele não merece respeito) mas o que ela usa na cabeça não é para qualquer um, devo admitir.


Elton John

Elton John é foda e tem estilo. Simples assim.

Música de verdade pra vocês:



Música, meus caros, música.


Johnny Deep

Ele pode até não ter a cabeça no lugar, ms é a prova que não precisa parecer estranho para ter estilo.

E sim, eu sei que isso ficou meio gay.


Cher

Já falei e repito: a Cher é foda.

E aí você fala: "Porra, mas ela tá normal aí!!!"

E eu respondo: "Procure 'Cher' no Google".


Cláudia Ohana

Querem saber? Deixarei os incautos descobrirem por si mesmos.


Sidney Magal

Sidney Magal pode até ser brega, mas é MUITO bom. O cara é simplesmente foda.



ROSA FUCK YEAH!!!!!


Angus Young

Apesar do nome, ele já passou dos 50 e usa uniforme de escola!!! Porra, isso sim que é bom aluno!



POR QUE. EU. NÃO. FUI?!?!?!


Lady Gaga

Sim, eu sei que eu acabei de me apunhalar.

Por mais que eu odeie admitir, essa infeliz tem estilo. A música é uma merda, ela é homem (comprovadamente, aliás), é uma doida varrida e degradou a música do Queen:



E eu a odeio por tudo isso, mas sou obrigado (por mim mesmo aliás) à admitir que ela tem estilo, e acreditem, não é algo que eu gosto de fazer.


Minha conclusão

Vocês não tem idéia de quanto eu me odeio após escrever o sub-título acima.

Ter estilo nada mais é que mandar um "foda-se" para o povão, os dominados, os zumbis (leia meus posts no Bacon para entender melhor). Além de ser algo mais gratificante (em todos os aspectos) é muito mais legal ser reconhecido em público pelo seu estilo próprio do que por um número, uma estatística.

Então, caso você queira ser uma pessoa de verdade, queira ser respeitado de verdade, seja você mesmo, não seja único entre milhões de únicos. Acreditem quando eu digo que a aceitação da sociedade não é prêmio nenhum. Mas caso você escolha ser um dos zumbis, fique à vontade, é seu direito. Claro que a Resistência terá de te matar cedo ou tarde, mas isso é um mero detalhe. Mas tomem cuidado, isso não é como um video-game: não tem reset, check point e nem saves para te salvar.

E sim, eu sei que vocês estão pensando na foto dos japas de azul e vermelho... não sei nada sobre eles, só que a foto é de um daqueles programas japoneses de jogos na TV... e não, não quero imaginar que jogo é.

See ya!
Related Posts with Thumbnails

0 comentários: Aquela ,Ein ,Ein!, Eu, blog ,opinião ,internet, 1 ,2 ,3 ,4 ,5 ,6 ,7 ,8 ,9 ,0 ,top ,x ,coisas ,vê ,isso ,links ,semana ,post , contos ,de ,duendes ,até ,quando ,acordes , aviso ,acorde ,vícios ,matinais ,porquês ,e ,afins ,vida

Postar um comentário