sábado, 30 de outubro de 2010

Dicas para ir bem e como colar no vestibular e no ENEM

 Aaaaaaaaaaaaaaaeeeeeeeeeeeeeewwwwwwww cambaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadaaaaa!!!

Pois bem, aproveitando a proximidade do ENEM e de vários dos vestibulares resolvi fazer um "manual" com dicas para o troço e (claro) com algumas maneiras para colar. Há pouco mais de 1 ano atrás fiz um post de como colar numa prova e se você vai ler este post, sugiro que leia o post do link antes.

Esse post aqui será mais curto (ou não...) do que o outro e também será voltado unicamente para vestibulares, que são provas grandes e importantes (novamente, ou não), os métodos de cola aqui usados são muito mais... profissionais, por assim dizer: o oposto do post do link, que é totalmente virado para provas "comuns". Portanto, se você quer dicas para ir bem ou manuais de como colar no vestibular, parabéns, você está no lugar certo.

Simbora!!!


ENEM

O Exame Nacional do Ensino Médio é um vestibular geral: serve para ingressar na maioria das faculdades e universidades públicas e em muitas das faculdades e universidades particulares (mas aí fica à critério de cada uma escolher se vai usar ou não o ENEM). Foi criado em 1998 com a intenção de arrecadar mais para o governo.

O ENEM este ano será dia 6 e dia 7 de Novembro começando às 13 horas (portanto, à uma da tarde segundo o horário de Brasília) e terminando às 17:30 no dia 6 e às 18:30 no dia 7. Aqui tem a lista das cidades onde haverão as provas do ENEM. Você tem que levar a carteira de identidade, a confirmação de inscrição e caneta preta. A lista de restrições é bem legal, olha só:

Durante a realização da prova não será admitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os inscritos, nem a utilização de lápis, borracha, apontador, lapiseira, grafite, livros, manuais, impressos, anotações, máquinas calculadoras e agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, pagers, bip, walkman, gravador, mp3 ou similar, relógio, ou qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens.
Também não serão fornecidas informações referentes ao conteúdo das provas, por qualquer membro da equipe de aplicação do exame.

  Aqui tem tudo o que cai na prova. São quatro provas com 45 questões cada (180 questões) e a redação.

Prova 1: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes e Educação Física.
Prova 2: Matemática
Prova 3: História, Geografia, Filosofia e Sociologia
Prova 4: Química, Física e Biologia

E você tem que ficar pelo 2 horas na sala da prova.


Vestibular

Vestibular é basicamente a mesma coisa que o ENEM: uma (ou mais) prova grande e chata que vai testar seus conhecimentos para saber se você está apto à ingressar em uma determinada faculdade.

As universidades tem diferentes vestibulares: cada uma faz o modelo que melhor se adapta às suas necessidades e obviamente cobra por isso, como taxas variando de 70 até 120 reais normalmente. As datas também variam de universidade para universidade, bem como a quantidade e a dificuldade das questões. Na forma mais simples possível: você paga para passar algumas horas da sua vida fazendo uma prova chata.


As variáveis

Durante o ENEM ou um vestibular você lida com 3 variantes, então, vamos por partes:


Você

A primeira (e mais importante) variável é você: sua capacidade, seu conhecimento, sua habilidade e, acima de tudo, sua coragem. Muitas coisas podem te foder na hora de um vestibular, mas só você pode foder com você mesmo de forma bem fodida.


O Examinador

Esta se relaciona com as habilidades, a capacidade e o conhecimento do (ou "dos) examinador que estará lhe aplicando o vestibular. A diferença é que as sub-variações do examinador contam com as variáveis "o quanto estou ganhando para isso" e "o quanto ligo caso alguém cole".


Outras pessoas que estão fazendo a prova

A última variável são as pessoas que estão ao seu lado, fazendo a prova também. Todo mundo vai para uma prova de vestibular pronto para apontar para alguém e dizer "TÁ COLANDO!!!!", é um fato. Portanto não queira pegar cola com quem está do seu lado, afinal, foder a vida das outras pessoas é divertido, ainda mais quando você pode tirar um concorrente da jogada.



Dicas

Aqui é a parte menos... pilantra do post. Na verdade, a primeira e mais importante dica é manter a calma: equação exponencial nenhuma se resolve quando você está batendo a caneta na prova. A seguir vocês terão uma pequena lista de dicas úteis e inúteis para ir bem (ou menos pior) no vestibular e no ENEM, então anotem (ou imprimam, o que é mais fácil) e colem no caderno.

1 - Leve mais de uma caneta

Mesmo canetas boas podem falhar, então é sempre melhor garantir. Se as duas canetas falharem toca o foda-se e desiste da prova.


2 - Rabisque o quanto quiser

Pode escrever e fazer contas à vontade na folha da prova, só tome cuidado com o que você desenha.


3 - Estudar demais é ruim

Não fique se matando de estudar: o descanço é tão importante quanto o estudo.


4 - Não faça revisão de última hora

Só vai te confundir e te fazer perder tempo.


5 - Confiança

Sua confiança pode ser tanto de que você vai passar quando de que você não vai passar, desde que seja inabalável.


6 - Faça resumos das matérias

Resumos MESMO, coisas de 1 PÁGINA (folha seriam os dois lados, página é um lado só) para cada matéria.


7 - A ordem não importa

Não se preocupe em fazer antes o que você sabe mais a única verdade é que você vai começar a chutar depois de 4 horas de prova, não importa a matéria.


8 - Não se preocupe com o tempo

As pessoas ligam demais para o tempo, fazendo cálculos de quantos minutos tem para cada questão: tudo idiotice. Basta não ficar viajando durante a prova que você a cumpre antes do horário de entrega.


9 - Concentração demais também é ruim

Saca aquela história de aquecer demais o motor até o ponto dele fundir? Pois é.


10 - Não pare numa questão

Não fique perdendo tempo, passe para a próxima, no final você tenta fazer as que não conseguiu.


11 - Chute

Chutar a resposta pode ser muito útil


12 - Pinte mais de um quadrado

Na dúvida, assinale todas as alternativas: não tem como errar.


13 - Cheque contas e resultados

Refaça suas contas e confira as respostas que você colocou.


14 - Não use lápis e depois caneta

É perda de tempo (e idiotice) escrever primeiro a lápis para passar tudo a caneta depois. (Teria crase nesses "a"?)


15 - Melhor uma possibilidade idiota do que o chute

Já resolvi questões usando a fórmula da relatividade de Einstein e garanto: não importa o quão estranho pareça, melhor tentar a possibilidade do que chutar ou não fazer.


16 - Se for chutar, faça isso da forma correta

"Minha mãe mandou" ou "uni duni tê" (ou seja lá como se escreve isso).


17 - NÃO ENTRE EM PÂNICO

Ok?



Como colar

Lá no post de como colar nas provas falei dos métodos de usar o relógio, boné e pegar o material: esqueça eles. Nenhum tipo de cola "bobinho" tem sucesso num vestibular ou no ENEM (E se tiver, creio que você está entrando em uma faculdade, no mínimo, suspeita). O que vocês estão prestes a ver aqui são métodos extremamente eficazes, porém altamente perigosos. Não tentem a não ser que seja a última opção.

Daquele primeiro post, apenas os métodos Olhão (MUITO arriscado), Pela janela (só funciona se você estiver do lado da janela, de preferência no final da sala), em alguma peça de roupa (escolha bem onde vai colocar a cola) e Walkie Talkie/rádio (esse dá certo sempre, basta saber usar...) funcionam. O suborno e o sexo também, mas isso você teria de fazer antes da prova e não durante ela. Bem, vamos aos métodos:


1 - Guardar a cola em locais escondidos

Esse é bem parecido com o método de guardar na barra da blusa, mas tem que ser em outros lugares: nada de mangas, barras e bolsos. Aliás, é melhor não colocar nos antebraços, nem do joelhos para baixo, além de nada muito próximo ao pescoço.

1º - Faça a cola
2º - Escolha o lugar e cole usando fita adesiva, durex ou sejá lá como você quiser guardar o troço
3º - Cole

Dica: certifique-se antes de que o lugar que você escolheu é de "fácil acesso", além de ter certeza de que você não precisa se mexer muito para pegar a cola.


2 - Código Morse

Pode parecer idiota, mas numa sala cheio de nerds, malucos e demais pessoas "com prováveis intenções sociopatas", o esquema pode funcionar. O Código Morse é a junção de traços e pontos, com intervalos de tempos para formar palavras (e consequentemente frases).

1º - Saiba o código de cabeça, não espere ser pego com um papel igual ao da foto
2º - Inicie a comunicação
3º - Pegue e/ou passe as respostas (normalmente você usará mais os números)

Dica: seja rápido e não faça barulhos muito altos... chama um pouco de atenção, sabe?


3 - A Técnina da Cortina

Essa precisa de preparação prévia, um contato "de dentro" e sorte.

1º - Faça sua cola
2º - Consiga a ajuda de alguém que trabalha no local onde será sua prova: zeladores, faxineiras e até mesmo professores, desde que seja de confiança
3º - Garanta que a sala tem cortinas
4º - Passe sua cola para seu contato e diga para ele colocar na cortina, perto das bordas, onde a luz não irá delatar que tem algo alí.
5º - Olhe sua cola (com MUITO cuidado)

Dica: faça o possível para se sentar perto de onde a cola foi colocada, o que inclui saber os números dos inscritos que farão prova com você, bem como o número de pessoas que estarão na sala durante a prova.


4 - Seja Ninja

1º - Ser ninja já implica em saber colar


5 - Esconder na caneta

Não é como você está pensando. Alguns vestibulares pedem canetas que sejam transparentes, para não esconder a cola naquele velho esquema de colocar o papel no "corpo" da mesma, portanto, usaremos aqui uma caneta transparente, mas que tenha uma borracha (ou plástico) na parte em que você segura.

1º - Faça sua cola (ela tem de ser pequena)
2º - Tire a borracha da caneta
3º - Enrole a cola na parte que fica abaixo da borracha
4º - Coloque a borracha por cima (tomando cuidado para que a cola não "deforme" a borracha)

 Dica: a Pilot Super Grip (a da foto) é uma boa escolha, uma vez que mesmo que você desmonte a caneta, a borracha continua no "corpo" dela. E não, não estou sendo pago para dizer isso.


6 - Tinta invisível

Há por aí canetas que usam "tinta invisível". Após a escrita, a tinta torna-se transparente e sob a aplicação de luz negra, torna-se visível novamente... é o efeito especial que os caras do CSI usam para fazer de conta que é sangue.

1º - Arranje uma caneta dessas e uma caneta normal
2º - Escreva a cola por sua roupa, braços e mais onde você quiser
3º - Se te perguntarem sobre sua caneta, mostre apenas a caneta normal
4º - Durante a prova, use a luz negra (normalmente ela vez na caneta) para ver a sua cola

 Dica: não seja idiota, não fique apontando a luz para a cara de alguém.


7 - Por tatuagem

Já ouviu falar em henna?

1º - Crie um código que você entenda (ou use um outro qualquer)
2º - Faça uma tatuagem de henna da cola (de preferência em partes do corpo que as pessoas tatuam de verdade)
3º - Confira as respostas

 Dica: preparação total para essa ein: raspar os pelos do local, tomar cuidado para não borrar o negócio, e escrever a cola de forma "personalizada", nada de usar Comic Sans.




Minha conclusão

Vestibulares e o ENEM são importantes sim, mas são supervalorizados, não só por professores, mas também pelos alunos. Passar ou não num vestibular não é o fim do mundo, de fato, pode ser bem melhor para você do que entrar numa faculdade logo de cara: te dá a possibilidade de se preparar melhor, rever suas escolhas e zuar amigos que estão se matando de estudar.

No final das contas, o melhor conselho é realmente "vai na fé", não hesite. Sei que pode parecer estranho, mas (quase) tudo que é demais faz mal, e estudar não é diferente: uma sobrecarga de informações é tão ruim quanto um tubarão mordendo sua perna. Seu corpo e sua mente precisam de descanço para que você aprenda de forma eficiente.

Lá no outro post, falei que o melhor é não colar, e matenho isso: se você sabe a matéria, colar só por colar é burrice. Ainda sim, a principal regra na arte ninja de colar é: cole de quem quer passar cola. Baterei nessa tecla até o fim do mundo.

Escrevi o outro post quando vazou o gabarito do ENEM e quando eu estava mudando o layout do blog... é sempre interessante relembrar essas coisas... bem, tudo que posso fazer é desejar à vocês uma boa sorte nos vestibulares e no ENEM (que, só para constar, é uma perda de tempo).

See ya!
Related Posts with Thumbnails

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Vê Isso #36

 Aeeeew cambaaaaaaaaaaaaaaaadaaa!!!

Pois bem, não creio que sairá um post amanhã, mas domingo é 80% de certeza que sai, até lá

Links!!!




Imagens - Logotipos fodas


Gostosas - No Salão do Automóvel 2010 (Elas estão tão... cobertas esse ano... quando eu fui, em 2007, tinha MUITO menos pano)

Lista - As 100 mais sexy da VIP (Olha! "Sexy" virou "vulgar", legal isso!)

Vídeo - Prévia do Ensaio da Morango com a Renata del Bianco (E pensar que eu assistia Chiquititas)


Gostosas - Cindy Hope

Fotos - Separadas no nascimento (PORRA, sério que você prefere a KATY PERRY numa lista que tel a Zooey Deschanel, a Catherine Zeta Jones e a Monica Bellucci?!?!?!)


Música da Semana:


See ya!
Related Posts with Thumbnails

sábado, 23 de outubro de 2010

Contos de Duendes: Kamen Rider é para os fracos


Aaaaaaaaaaaeeeeeewwwwww cambaaaaaaaaaaaaaaaaadddddaaaaaaaaaaaa!!!!!

Pois bem, faz um bom tempo desde o último Contos de Duendes, e para quem não sabe, este é o post no qual eu escrevo uma estória completamente sem noção, meio doentia e tosca... basicamente é para quando eu não tenho nenhuma outra ideia de post, mas o post de hoje é porque deu vontade de falar idiotice mesmo.

Simbora!!!


Nossa aventura começa no longínquo ano de 1103, uma época de guerras, reis e poder. No campo, distante de qualquer vila, morava um velho. As pessoas da vila mais próxima, acreditavam que o velho além de louco, era um bruxo: uma alma vendida ao Diabo em troca de poderes sobrenaturais.

O velho, que já passara muitos anos em seu "exílio" recebera há pouco um recado, avisando-lhe de que tudo que a humanidade conhecia estava prestes a mudar. O velho, desesperado, começou a fazer seus preparativos. Em pouco mais de 2 dias tudo que ele tinha: algumas peles, livros, comida e sua antiga espada estavam guardados, prontos para a viagem, dando uma última olhada na cabana que fora sua moradia por mais de 140 anos:

Ele desapareceu num piscar de olhos, envolto em fumaça.

Longe dalí, o Rei Steilos acabava de assistir ao enforcamento de seu conselheiro: o sexto em menos de um mês. Havia uma grande tensão entre os dois reinos vizinhos (os maiores e mais poderosos da região) que só era apaziguada pela necessidade que ambos os reinados tinham na troca de produtos e alimentos, todos muito bem taxados e vigiados, obviamente.

Entratanto, nos últimos anos a tensão subiu com a construção de um novo palácio no reino de Thondorus (o reino vizinho ao reino de Steilos): uma clara demonstração de poder político e militar. No meio dos trabalhadores havia um jovem rapaz sem diferencial algum: magro (pela fome que já se alastrava por 3 meses no reino), fraco e pobre. Já se encrencara diversas vezes por correr nas construções do novo castelo, mas a simples alegria de aborrecer o capitão da guarda valia à pena. Seu nome ninguém sabia: fora recolhido do rio quando era uma criança de poucos meses de idade. Mas para não ficar sem um nome, o adotaram como Aleico.

Steilos, já de volta a seu trono, recebe um comunicado de seu general, avisando que tropas de Thondorus estavam avançando em direção ao reino. Apesar de não querer uma guerra (o que acabaria por destruir ambos os reinos), Steilos ordenou que seu general preparasse todas as suas tropas para combate. No reino de Thondorus já corria a notícia de que o Rei atacaria Steilos, na intenção de tomar terras e mão de obra,  bem como para impedir ataques futuros.

Tendo chego ao reino de Steilos, as tropas de Thondorus armam uma cilada: se dividem em dois grupos, um atacava a cidade pela lateral, enquanto o outro grupo servia de isca:

Percebendo o golpe, Steilos envia seus soldados para a batalha:

Observando de longe, Aleico resolve se juntar aos soldados, para proteger o reino. Impedido pelo capitão da guarda, ele finge que vai para um lugar seguro, escapando da visão do capitão. Após passar por alguns becos, ele chega à um depósito de armas, onde encontra equipamento de guerra:

Ele fez a rapa nos soldados de Thondorus.

Vendo que seus soldados foram facilmente derrotados, o Rei de Thondorus vai se consultar com seu conselheiro, que lhe diz de um poder oculto invencível em combate, porém alertou-o: tal poder tinha um custo altíssimo. O Rei, querendo se vingar do reino vizinho e do soldado que havia derrotado suas tropas com tanta facilidade, não deu ouvidos ao conselheiro e resolveu usar tal poder.

Após pegar seu cavalo, o Rei parte sozinho para o local onde o conselheiro disse estar trancado tal poder. Após andar vários dias sem notícia nenhuma (o Rei Steilos havia enviado uma mensagem de rendição, mas como ele não estava, tal mensagem não fora respondida) e com sua comida e água acabando, o Rei começou a achar que fora enganado por seu conselheiro. Quando ele se voltou para regressar à seu reino, viu algo ao longe, chegando mais perto, viu que se tratava de uma caverna:

Entrando na caverna, ele percorre centenas de corredores:

Até que chega numa câmara onde havia um pedestal. Passando por diversas escuturas e pinturas de tempos ainda mais antigos, o Rei chega ao local sagrado, porém havia um problema: para conseguir poderes ilimitados ele deveria responder uma pergunta:

(Nota: jamais direi o que está escrito)

Respondendo corretamente a pergunta, um globo sobe do chão, no centro da sala, mostrando ao Rei o poder que lhe garantiria a vitória:

Ao chegar perto do globo, o estranho objeto salta para o pulso do Rei:

Fazendo ele MORFAR!!!

O Rei então volta para Thondorus, e ao chegar percebe que o reino fora tomado por Steilos e por Aleico. Ficando puto, ele então mata soldados inimigos até chegar ao seu castelo. Lá, descobre que Steilos e Aleico proclamavam a vitória sobre Thondorus e que o Rei havia fugido por ser um covarde. Imadiatamente, o Rei usa seu poder de clonagem:

E vai procurar Steilos e Aleico, querendo vingança. Ao se deparar com ambos na sala do trono, o Rei cai na porrada com os dois, perdendo três de seus clones para Aleico e um para Steilos. Vendo que perderia se continuasse daquele jeito, ele chama reforços:

Steilos e Aleico unem seus poderes:

E começam uma luta mano a mano com o Rei. Após três dia de luta (e os dois reinos destruidos), o Rei resolve acabar de uma vez com aquela luta, e lança seu golpe mais poderoso: a medaforça.

O Rei vençe então a guerra. Voltando à sua forma normal, reúne as pessoas ainda vivas no seu reino e diz que todos do reino de Steilos estão livres para fazerem o que quiserem. Alguns anos depois, o reino já estava reconstruído e mais próspero do que antes. O Rei havia se casado e tinha 3 filhos, que governaram o reino por muitos anos após sua morte. A única diferença foi que eles mudaram o nome do reino... para "東京".



Taí cambada, mais um conto idiota para vocês. E a moral da estória é:

"Faça um pacto com o Capeta e suma antes que reis malucos caiam na porrada".

Ahh sim, e quem achar que sabe qual era a pergunta que o Rei respondeu, deixa aí nos comentários junto com a tradução dos ideogramas alí em cima.

See ya!
Related Posts with Thumbnails

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Vê Isso #35


Aaaaaeeeew cambaaaaaaaaaaaaadaaaaaaaa!!!!!

Links!!!
 





Vídeo - Muito fofo (Eu normalmente não ligo para vídeos assim... mas não resisti)




Texto - Os alunos estão salvos


Música da Semana:



Fiz o downCOMPREI de toda a discografia do AC/DC... que tal um post sobre isso?

See ya!

Related Posts with Thumbnails

domingo, 17 de outubro de 2010

Porquês e Afins: Maybe they're fucking right


Aaaaaaaaaaaeeeeeeeeeewwwwwww cambaaaaaaaaaddaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!

Taí o mais novo Porquês e Afins para vocês, espero que mantanham a sanidade depois dele.

Vamulá!!!


SWU


Ninguém mais está falando do SWU... aliás, não vi ninguém falar do nome tosco (Starts With You) do negócio... vai ver que é por isso que resolvi falar sobre ele agora.

Não vi os shows (nem pela TV nem ao vivo) com excessão de uns 10 minutos do show do Pixies (que não pareceu grande coisa), mas notei algo: a falta de rebelião, quero dizer, não dos vários quebra paus que teve por lá, mas sim o comportamento do público de forma geral, estavam todos muito certinhos, muito... respeitadores.

Não que eu seja à favor de sair quebrando tudo e todos só porque deu na telha (coisa que é, diga-se de passagem, pura idiotice), mas cadê a empolgação, as zueiras, os xingamentos "saudáveis"? Cadê aquela "vontade de viver" e a vontade-de-mostrar-pros-outros-que-você-está-vivo? Onde está aquela (não é bem essa a palavra mas...) rebeldia que os shows inspiravam?

Claro que bandas como o Queens of the Stone Age e o Rage Against the Machine deram um gostinho disso, mas e o resto? Pixies, Linkin Park, Avenged Sevenfold e (por que não...) o DJ Tiesto? Houve um tempo em que fazer música era para inspirar as pessoas, hoje não é nem mais para ganhar dinheiro, fama ou reconhecimento, é mais para agradar as pessoas. Odeio o politicamente correto: não me importo em ser xingado, desde que eu seja xingado com vontade. Prefere que passem a mão na sua cabeça ao invés de te ensinarem a viver uma vida que valha à pena?


As gerações anteriores

Vivo falando aqui no blog que as coisas eram melhores no passado. Para ser realmente sincero, nem tudo era assim tão bom: a tecnoligia não era tão avançada, a vida financeira das pessoas era mais complicadada, a comunicação era mais difícil e era mais difícil melhorar de vida. Porém algo que venho notando é que antigamente (lê-se "há 60 ou 70 anos") havia menos tabus que hoje em dia.

Já parou para pensar que seus pais já fizeram MUITO mais merdas que você? Sei lá, eles podem ter participado de uma (ou várias) orgiam podem ter jogado um carro na piscina, ter feito um tiroteio contra uma gangue, explodido a geladeira de um amigo, ficado bêbados ao ponto de se casarem, usado mais drogas que o Ozzy e o Slash juntos, matado alguém, comprado armas roubadas ou até mesmo brincado de ciranda num dia de chuva.

E sabe o que aconteceu em seguida? Você nasceu. Pois é... e por algum motivo, seus pais decidiram que você teria uma vida "melhor" que a deles, ou seja, sem todas as merdas que eles fizeram. E sabem o mais irônico nisso tudo? É que eles vão te falar que tiveram uma vida boa, mas que você não pode (e não deve) jamais fazer as mesmas coisas que eles já fizeram, afinal, eles só querer o seu bem.

Seus pais são as primeiras pessoas a te limitar. As gerações são contadas de 5 em 5 anos: são 14 gerações sendo podadas cada vez mais, e é por isso que temos a sociedade pateta e ridícula de hoje em dia. Seus avós não parecem tão legais agora, né?


Just sex and drugs

Parei para pensar: e se as pessoas que consideramos idiotas é que estão certas? E se as pessoas que chamamos de "otários" por usarem drogas, por beberem mais do que o fígado aguenta e por estarem pouco se fudendo para as outras pessoas, são as mais sensatas?

Eles fazem o que nossos pais faziam e todos, inclusive nossos pais, reclamam disso. É meio que um "faça o que eu digo mas não faça o que eu faço" por parte de nossos progenitores... porém não vejo como hipocrisia (apesar de ser...), vejo mais como "eles estão tentando nos dar uma vida melhor". Claro que estão falhando miseravelmente como pessoas, mas estão se saindo muito bem no tópico "bons pais". Ou não... para tudo...

Vejam bem, não estou defendendo o uso das drogas e nem que deveríamos sair por aí gritando que o governo é uma merda (até porque todos já sabem), mas nesse mar de comportamentos exemplares, perfeitinhos, qualquer mínimo distúrbio é bem-vindo, qualquer demonstração de que as merdas não vão deixar de existir assim tão facilmente é uma boa pedida.


Escolhidos a dedo

Pensando mais um pouco sobre o assunto, aquela história de "as gerações antigas sempre reclamarão das gerações mais novas" não é bem verdade: nossos pais e avós criaram esta geração do jeito que eles queriam, ou seja, uma geração que não corre riscos, que obedece sem questionar. É o sonho de todo pai, não?

Quem briga de verdade são as poucas pessoas da geração atual que tem consciência da idiotice que esta geração está fazendo. E as pessoas de gerações anteriores que reclamam da geração atual, são as pessoas que já reclamavam da sua própria geração. Sabe aquele cara que surrou seu avô quando ambos eram jovens? Pois é, ele não parece tão babaca agora, né?


O jeito certo

Sinceramente... não sei (ao menos não ainda) qual jeito é melhor para se viver: seguindo o que seus pais querem para você ou fazendo a mesma coisa que eles fizeram. Claro que o melhor é você ter uma vida só sua, do seu jeito, mas é inevitável ter seus pais como ponto de referência... cedo ou tarde isso acontece.

Por um lado, tem pessoas que se esforçam para fazer o que os pais acham certo para elas, pessoas que seguem esse plano. Claro que é idiotice, uma vez que a vida é sua e não dos seus pais, porém, pelo outro lado, repetir todas as idiotices que seus pais fizeram também não é muito inteligente. Devo admitir que prefiro me foder na vida do que perder minha capacidade de pensar sozinho...


Minha conclusão

Bem cambada, vai aí uma música foda pra esse post:



No final de tudo o resultado será o mesmo: a morte. Mas já que é para esperar até que a morte chegue, por que não fazer isso de forma boa (seja lá o que "boa" signifique)? Não quero ninguém se matando (só por dar um exemplo) ou qualquer outra coisa do tipo, mas e se fazer esse tipo de idiotice for o mais certo? Nossos familiares (entende-se por "os mais velhos") tem essa... mania de querer que a vida de seus filhos, netos, bisnetos (ou qualquer outro grau de parentesco) tenham uma vida "melhor" do que a deles, mas para quê? Vá no shopping e dê uma olhada na geração atual: um profundo sentimento de desilusão e "o que porras aconteceu com essas crianças?!" não é mesmo?

Creio que independente do que aconteça nas próximas gerações, devíamos começar a considerar a ideia de deixar nossos filhos se foderem: é aquela história de "é errando que se aprende". Claro que ninguém quer um filho drogado, mas se isso o ensinar a ser uma pessoa consciente, vale o risco... aí você me fala "mas ele vai virar um viciado!!!" e eu te respondo "se seu filho for bem criado e tiver a capacidade de ser "um garoto de verdade", as drogas não serão um problema". E se as drogas se tornarem um problema, sempre há a possibilidade de fazer isso:



See ya!
Related Posts with Thumbnails

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Vê Isso #34

Aaaaaaaaaaaeeeeewwwwww cambaaaaaaaaaaaaddaaaaaa!!!

Links!!!






Curiosidades - Você já viu um mar desaparecer? (Foda...)

Tirinhas - A doce verdade

Texto - Pagar a conta (CARALHO, 20 MIL...reais?!)




Música da Semana:


See ya!
Related Posts with Thumbnails

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Serra, Dilma e Tropa de Elite 2


Aaaaaaaaaaaaaeeeeeeeeeeewwwwwwwwww cambaaaaaaaaaaaaaaddddddaaaaaaaaaaaaaaa!!!

Pois bem, o Até Quando? foi lançado ontem (com direito à post aqui no blog, claro) e ocorreu tudo muito bem... a não ser que foi no meio do feriado. Feriados fodem todo e qualquer blog, podem ter certeza. Como é a primeira semana do troço, o rítimo de postagem está bem mais rápido do que será, mas garantimos posts todos os dias lá. Se quiserem saber mais, tá tudo explicado lá no AQ.

Voltando para este singelo e desconhecido blog, faz um bom tempo desde a última vez de que falei de algo que estava na mira dos holofotes (post lá dos confins do blog). Posts voltados para o que estavam ocorrendo no momento acabaram ficando para trás devido á minha vontade de escrever sobre outros temas... mas por que não falar do que está na mídia? 

Simbora!!!


José Serra

E sim, eu sei que vocês esperavam o Mr. Burns.

Bem, o Serra está com 68 anos e é de São Paulo. Já foi prefeito, ministro, senador e governador. Atualmente está no PSDB e por sua posição de esquerda foi exilado no Chile e nos EUA durante a ditadura militar (por ser considerado subversivo), tendo mestrado e doutorado em economia e graduação em engenharia mecânica. O site da capanha dele é esse aqui.

Serra mostrando seriedade durante sua campanha.

Não sei vocês, mas eu nunca vi uma denúncia minimamente grave contra o Serra. Digo, ele foi multado por propaganda política irregular, mas isso não é assim tão dígno de nota. Por outro lado, nunca gostei do PSDB e do Serra-político: nenhuma de suas propostas me chamam atenção e pra ser sincero, concordo com o que as pessoas mais... digamos... esclarecidas tem falado: ele vai simplesmente sentar na cadeira de presidente e vai ver grama crescer.


Dilma Vana Rousseff

Sobrenome chato de escrever pqp...

A dona Vana está com 63 anos e já foi ministra duas vezes (obviamente as duas vezes foi durante o mandato do Lula). É filiada ao PT, tendo sido presa (ficou estranho isso, não?) durante a ditadura militar (era militante na época). É formada em economia pela federal do Rio Grande do Sul e em 2009 descobriu que tinha câncer. Esse é o site da campanha dela.

Se não ouvi nada de mais sobre o Serra, a Dilma compensa isso: o esquema dos cartões corporativos, a CPI do tráfego aéreo e o dossiê contra o Serra. Também já levou multas por propaganda irregular, mas o que importa são os vários relatos (de ex-colegas) de que ela seria agressiva e gostar de humilhar as pessoas.

Dilma se divertindo com o marido.

Nunca gostei do PT e nunca fui com a cara da Dilma (tanto antes quanto depois da plástica). As propostas dela são meras expansões das propostas do governo atual (já falo sobre isso). Na verdade, é bem simples, votar na Dilma é o mesmo que votar no Lula. De forma mais aprofundada, há duas possibilidades:

1 - Ela é uma marionete do Lula
2 - Ela vai dar o golpe em todo o partido e vai governar "por si só"

Não sei vocês, mas nenhuma das duas opções me anima.


Segundo Turno

O segundo turno das eleições de 2010 serão dia 31 de Outubro, portanto, daqui há 20 dias. Na minha opinião, esse segundo turno vai ser uma merda gigantesca: é escolher entre o peso morto e a marionete. Para ser o mais sincero possível com vocês, o segundo turno ideal seria entre a Marina Silva:

e o Plínio de Arruda:

Mas nada na vida é perfeito, não é mesmo? E estamos no Brasil...


A política e a guerra

Não sei se vocês viram o debate de ontem, mas quem viu (e entendeu) notou que tanto a Dilma quanto o Serra estavam mais para atacar do que para responder realmente as perguntas. Tanto a Marina quanto o Plínio comentaram o troço inteiro e com razão: não há nem mais o jogo de interesses o esquema agora é tapa na cara, saco plástico e vassoura.

Na porra do Twitter, as campanhas #dilmanão e #serraduascaras estão em alta, mas vai perguntar para qualquer imbecil lá o PORQUE de tal campanha existir. E ainda tem gente que diz que ser político é fácil: pura baboseira, tem que aguentar vários "você é feio" todo dia.


Tiririca presidente

Gosto de coisas bem feitas: se for pra foder o país, botemos logo alguém que não entende porra nenhuma sobre assunto nenhum no poder. Não é "voto de protesto": voto de protesto é algo ridículo, sem nenhuma expressão política, mas se o desejo é quebrar as pernas do Brasil, porque demorar quatro anos se podemos fazer isso em 6 meses? Que mal um analfabeto, vestindo touquinha colorida poderia fazer? A imagem brasileira no exterior já é uma bosta mesmo.


Minha conclusão

Nossa... posts sobre atualidades ficam tão... pequenos...

Mas vamos com uma música boa para afastar toda essa putaria daqui:


Digo com a maior felicidade que não vou votar: simplesmente me recuso a tomar parte dessa votação que só tem um único caminho: a alienação e a ruína do país e da população. Obviamente que a desistência total não é uma opção, mas essa batalha já está perdida (uma vez que elaborar uma ditadura em 20 dias é um tanto quanto complicado)... feliz ou infelizmente... é por coisas assim que o AQ existe.

PS: Desculpa, Negão, mas "justificado" não combina com o blog.

See ya!
Related Posts with Thumbnails