segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Sexo, amor e a despedida de um Mestre

 Aaaaaaaaaaaeeeeeewwwwwwww cambaaaaaaaaaaaaddaaaaaaa!!!

Pois é, semana passada não teve nem os links da semana nem post normal. O post normal eu já sabia que não teria como fazer, mas quanto aos links, bem, eu JURAVA que tinha postado, só me dei conta de que não o fiz hoje, minutos antes de começar a escrever este post. Para equilibrar (um pouco) tal erro, os links desta semana inclurão também os links que iriam ao ar semana passada.

Outro ponto muito importante é que o Mestre Leslie Nielsen morreu:

Portanto ficam aqui os meus agradecimentos pelo cara que pegou a Priscilla Presley (que era gostosa na época):

Mas como nada (exceto Chuck Norris e a Derçy - que só para ficar claro, tirou férias) na vida é para sempre, temos de seguir em frente, agora sem outro grande exemplo de vida.

Enfim, e para ajudar um pouco mais nessa coisa toda, novamente (e pela primeira vez em um bom tempo já) não tenho ideia sobre o que escrever!!!!!

...

E já sei!!!! 

Simbora!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Amor


Quer o amor exista ou não, o fato é que as pessoas acreditam nele. Quer gostemos ou não, o conceito amor está espalhado pelo mundo todo, sob os mais diferentes aspectos e características. Nesse post aqui não vai importar o que é o amor, mas sim o conceito dele, ou seja, por hora esqueça tudo que eu já falei sobre amor e concentre-se apenas na existência do amor, deu para entender?


Sexo

Acreditem ou não, é a melhor imagem que eu achei.

Sexo nada mais é que a troca de gametas para gerar uma nova pessoa pelo processo chamado "fecundação". De forma realista, sexo é um meio de escape, um meio de relacionamento, um meio de relaxamento, um meio de ter prazer e um meio de fazer você ficar várias noites sem dormir uns 9 meses depois. Aqui para o post, sexo é sexo e não se fala mais nisso.


Homens e mulheres fazem o que?

Sex and the City é uma merda, mas a imagem ficou legal (agora imagine uma daquelas carinhas bonitinhas e fofas falando isso).

Aquela história de homem faz sexo e mulher faz amor é pura besteira, apague isso da sua mente. Amor é um conceito (em termos mais... "humanos" é um sentimento), enquanto que sexo é um ato, ou seja, quando duas pessoas transam elas estão fazendo sexo.

Usando uma frase "de Orkut", amor é algo que se conquista quando se merece, não algo que se faz (brega, eu sei). Portanto, homens e mulheres fazem sexo e sentem amor.


Confusão de sentimentos

Não é raro vermos pessoas (ou "mulheres", como preferirem) que confudem "amor" com "sexo". Aliás, é preocupante normal a quantidade de gente que não entende que pode haver sexo sem amor e amor sem sexo.

E essa última frase merece um grande destaque: PODE HAVER SEXO SEM AMOR E AMOR SEM SEXO. 

Há uma coisa chamada "amor platônico", uma outra chamada "castidade" e outra coisa chamada "eunuco", portanto se você é um iludido inútil, se dê ao trabalho de adquirir alguma cultura e depois você pensa sobre amor, sexo ou quaisquer outras coisas relacionadas.


Larga de ser bixa

Vamos deixar algo claro por aqui: "gay" "significa" "homossexual", ou seja, "gay" não é xingamento. Mas "bixa", "viado", "biba" e outros substantivos são xingamentos que primeiramente eram usados apenas para ofender os gays, mas atualmente servem para vários outros casos, como o que eu explicarei no próximo parágrafo.

Quando alguém é fresco e idiota à pontos excepcionais, esta pessoa deixa de ser considerada "gente" e passa a ser considerada como "fresco energúmeno" ou algo nessa linha. Gente assim é cheia daquelas frescurinhas toscas, adoro fofocas e na primeira oportunidade de foder a vida de alguém amorosamente, lá está ela. São vários tipos também, indo desde os super-sensíveis até os com qualidade caramelo de grude.

Esse é o tipo responsável (obviamente que não exclusivamente, mas a maioria das vezes é culpa deles) por absurdos na linha de "eu conheci ele na micareta ontem e ele não me ligou!" e "ela não gostou quando eu fui levar um urso de pelúcia no trabalho dela". Ahhh, e nunca fale "o amor não existe" perto deles.


Sexo VS Amor

De nada adiantaria este post se não houvesse a relação, a batalha entre o sexo e o amor, portanto aproveitem os próximos parágrafos.

Nenhum relacionamento dura muito tempo (e sim, estou generalizando) sem o amor (momento own, eu sei) e/ou sem sexo, e isso é fato. A questão é o quanto cada uma dessas coisas conta no relacionamento: já falei e repito, o esquema é o equilíbrio. E claro que depende do tipo de relacionamento no qual você está, por exemplo, num casamento, deve haver o equilíbrio entre sexo e amor. Numa amizade colorida (olha só, tô até usando gíria de 5 anos atrás) o que vai contar mais é o sexo, e num namoro o que conta (inicialmente, admito) é o amor.

Portanto caros inúteis, conheçam um pouco mais do taoísmo e sejam pessoas melhores. Ou não.



Minha conclusão

Cambaaaaaaaaaaaaadaaaaaa!!! Faz tempo demais que não coloco música num post, portanto, taí:



Como KISS é foda PQP...

Resumão: amor e sexo são importantes sim, só um não é o bastante para uma relação dar certo, apesar de uma relação obviamente não se resumir apenas à amor e sexo. Como em quase tudo na vida, o jeito é contar com o equilíbrio, não exagerar (e também não deixar faltar) nem um nem o outro. "Sexo" é quando duas (ou mais) pessoas relacionam-se por meio de seus órgãos genitais e demais partes erógenas do corpo, "amor" é um sentimento (voltem para a parte "amor" do post antes de continuar lendo) que faz as pessoas quererem o sexo. Confundir "amor" e "sexo" é comum, mas não é algo que deve visto com bons olhos, dá problemas, acreditem.

Taí, post em plena segunda-feira... milagre foda esse... de qualquer jeito, boa semana para vocês. E não, os posts não terão fotos pornográficas, seus punheteiros!

See ya!!!

Related Posts with Thumbnails

0 comentários: Aquela ,Ein ,Ein!, Eu, blog ,opinião ,internet, 1 ,2 ,3 ,4 ,5 ,6 ,7 ,8 ,9 ,0 ,top ,x ,coisas ,vê ,isso ,links ,semana ,post , contos ,de ,duendes ,até ,quando ,acordes , aviso ,acorde ,vícios ,matinais ,porquês ,e ,afins ,vida

Postar um comentário