sábado, 25 de junho de 2011

Como ficar rico sendo artista

 Aaaaaaaaaaaaeeewwwwww cambaaaaaaaaaaaaaaadddaaaaa!!!!!!!

Dia de post aqui no blog, e como estou completamente sem saco para escrever, vou fazer algo novo aqui no blog: um novo tipo de post por assim dizer. Não sei se crio uma nova coluna para isso ou se encaixo numa existente (como acontecerá com este post, ao menos por agora), mas assim que decidir, aviso vocês. Creio que ficará um tanto quanto curto, mas é exatamente isso que eu quero... por agora.

Enfim, escrevi isso outro dia, pensando num post pr'O Crepúsculo, mas já que a coisa morreu de vez, vai aqui mesmo. Seja como for, espero que gostem bastante e comentem ainda mais, já que nenhum de vocês é uma fantasia criada por para eu não me sentir um merda.

Vambora!


Primeiro você se intitula "Artista Plástico" (sempre em maiúsculas).

Depois você compra telas, tinhas, canetas Stabilo (porque são caras e dão um ar profissional), e tinha branca (para sua parede, já que um Artista Plástico que se preze tem que estrapolar seus sentimentos, e o melhor jeito de fazer isso é jogando tinta na sua parede, com as mãos, é claro).

Aí você faz uma tatuagem "chinesa" ou "tribal" (desde não tenha significado algum - o significado será inventado por você quando lhe for conveniente parecer culto) ou algo num idioma difícil (tipo japonês, grego, árabe ou latim), já que seu próprio corpo é uma tela em branco, pronta para ser preenchida.

É realmente incrível a quantidade de desculpas possível para colocar mulher no post.

Por fim, você começa a produzir suas obras, e não importa se for colagem, papel machê, jogagem de tinta na parede, desenhos com carvão ou crepom colorido, pois se ficar feio, você será considerado um gênio além de seu tempo. O importante aqui é que nada tenho um formato, cor, tamanho e sentido definido, já que a complexidade da sua obra é espantosa e inovadora ao ponto de só você entender. 

Aliás, use a abuse de tudo que tiver "acrílico", "plástico" e "artesanal" no nome, desde tintas até pedaços de coisas quebradas (como azulejos, pedaços de madeira, brinquedos de parquinho - uma vez que sua infância definiu quem você seria, placas enferrujadas, propagandas antigas e mictórios usados). Jogue (literalmente) tudo na tela, com um monte de cola, mais tinta, uma mão de cola branca misturada com água (para dar brilho e conservar sua mais nova criação), um pouco de glitter (opcional) e voilà, você acaba de criar uma obra que dentro de pouco tempo valerá milhões!

Com o tempo e a prática, você poderá ousar mais, criando coisas com milímetros de tamanho até réplicas em tamanho real, usando a maior quantidade possível de coisas que pessoas sem visão chamam de "lixo". E aviso desde já, quanto melhor você for, maior e mais estranho serão suas obras, então dê preferência por "apartamentos estúdio" ou "lofts", que são perfeitos para gente talentosa.

Em menos tempo do que você imagina, poderá ousar ainda mais, como pintar quadros com manchas de café ou fazer um MIX de coisas como cubismo, pop art, surrealismo, dadaísmo e é claro, o realismo: lembre-se que o importante é provocar seu público com sua criatividade, seu talento e sua profundidade emocional, por isso não poupe esforços para fazer uma réplica da Torre Eiffel com chiclete, chinelos velhos e mata-moscas.

Seguindo esses passos, em questão de um ou dois anos (no máximo) você será um artista reconhecido no mundo inteiro, tendo de dar autógrafos e explicar o que sentiu quando criou "Inverno no Mundo Abscudólico de Tud", sua mais nova obra prima. Praças, ruas e museus terão seu nome, outros artistas farão fila para ver suas exposições, dará entrevistas em todos os meios de comunicação e você será considerado o novo Pablo Picasso (o mestre). Em suma, você será como um deus, mas mais bonito e rico.

Dica final: Depois de ficar absurdamente rico e cansado de todo o dinheiro, da fama e das mulheres (e homens - todos quererão ter você nos braços), mude-se para o interior, de preferência num local cheio da alta tecnologia, tipo o Pará. Fique lá por uns 3 anos e daí volte para o centro dos holofotes, dizendo que foi um período especial e decisivo na sua vida, no qual você aprendeu com monges sobre a vida, o universo e tudo mais (diga que foi para o lugar que usa o idioma da sua tatuagem), e que agora está revitalizado e pronto para começar uma nova fase na sua vida e na sua carreira. E deixe escapar que aprendeu tantra: você será visto como o mais sábio dos sábios e será um exemplo a ser seguido, afinal, todos quererão ser você.

See ya!
Related Posts with Thumbnails

0 comentários: Aquela ,Ein ,Ein!, Eu, blog ,opinião ,internet, 1 ,2 ,3 ,4 ,5 ,6 ,7 ,8 ,9 ,0 ,top ,x ,coisas ,vê ,isso ,links ,semana ,post , contos ,de ,duendes ,até ,quando ,acordes , aviso ,acorde ,vícios ,matinais ,porquês ,e ,afins ,vida

Postar um comentário