sábado, 16 de julho de 2011

Da arte da sedução à incompetência temática

 Aaaaaaaaaaaaaeeeeewwwwww cambaaaaaaaaaaaaddddaaaaaa!!!!!!!

Antes de tudo, devo explicar porque não teve post semana passada. A resposta é bem simples: este texto aqui (do próximo parágrafo para frente, com poucas alterações) começou a ser feito sábado (dia 8), mas eu estava realmente péssimo para escrever, absolutamente nada saia: em questão de mais de 12 horas não cheguei sequer à metade do post, além de que toda essa parte ficou completamente diferente do que eu queria. Creio que já estou melhor hoje (dia 15, sexta-feira) e que até amanhã à noite vocês estarão lendo o post, mas não confirmo nada. Seja como for, peço desculpas por ter atrasado tanto o post e não dar explicação nenhuma até agora. Aproveitem o post (ou fechem a página, vocês escolhem).

Sabadão, dia de post e nenhuma ideia sobre o que postar! Pois é, e também não tem nenhum recado para ser dado, mas como esse blog é meu e eu faço o que bem entender aqui (sim, estava com saudade de me gabar por algo que ninguém quer), vamos com uma música:


...

E olhem que legar: já tenho um título e a ideia para o post, mas não sei o que colocar entre o "Simbora!" e o "See ya!"... acho que isso é inédito por aqui... não que importe muito, é claro, mas é bom ter uma novidade aqui para variar um pouco.

...

E resolvi escrever sobre algo totalmente diferente!!! Viva a indecisão e a falta de ideias decentes!!!! E sabem o que mais? Agora tenho até recado pra dar!!!!! O Negão resolveu voltar a postar lá no Não Faz Diferença e é graças à ele que o tema do post foi escolhido, o que me faz concluir que o post de hoje será quase que uma ode aos bons tempos deste blog... espero. Mas sem mais delongas, ao post!

Simbora!


Marte e Vênus

Como todos já sabemos, homens e mulheres são muito diferentes uns dos outros, mas por mais que tentemos, não conseguimos nos distanciar do sexo oposto (Aqui, aqui, aqui, aqui e aqui - e eu ainda me digo criativo!). Mas por mais que homens e mulheres se gostem, há razões que fazem com que ambos passem a se odiar, o que com o pasar do tempo gerou coisas como a homosexualidade e o absurdo e utópico discurso de "direitos iguais". Para resumir em uma frase, homens e mulheres pensam e agem de formas diferentes (tá, são duas orações, mas vocês entenderam).

Nessa coisa de pensar e agir diferente, estão inclusas a categoria que diz respeito aos relacionamentos e também a categoria que diz respeito aos tópicos de interesse de ambos os sexos (com variações para cada indivíduo, é claro, mas esqueçamos disso por agora), e obviamente que homens e mulheres discordam sobre estas categorias também. É como um jogo de tênis, no qual todos os homens da torcida estão de olho na Sharapova, mesmo torcendo para o Nadal e todas as mulheres estão perguntando porque o juiz não deu o último impedimento.

Mas quem (além das mulheres) pode culpá-los?

Como já diziam os bons e velhos sábios (e a física), os opostos se atraem até que se coloque um isolante entre eles (lê-se "até que os mandem para colégios internos"), e como não cabe à humanidade decidir sua própria natureza, ficamos na eterna guerra dos sexos. Que aliás, já está fadada a dar errado, graças às drag queens, travestis e pessoas que trocaram de sexo, que trairão o movimento e irão debandar para o lado inimigo, corrompendo assim toda a estratégia de guerra (de ambos os lados), que irá destruir tanto homens quanto mulheres, causando o maior genocídio da história da humanidade.

Pensando bem, até que não seria má ideia...

Seja como for, a única certeza disso tudo é que você não é o primeiro (ou primeira) e muito menos o último (ou última) a brigar com o sexo oposto por causa "daquela forma de pensamento idiota e sem sentido", mesmo todos sabendo quem está realmente certo (não, não tinha piada melhor para fazer aqui).


De Cleópatra à Xica da Silva



Aceitem, garotas, não importa o que vocês façam, vocês nunca serão mais "sexy" que isso.

Como falei na introdução, homens e mulheres nunca vão se entender sobre certos assuntos, e um deles é a antiquíssima arte da sedução, que já foi usada por ninjas e por rainhas, para erguer e para destruir impérios e para coisas não religiosas também (mas isso é o de menos). Por mais estranho que possa parecer, a arte da sedução foi inventada por homens, que sendo homens, numa sociedade machista e muito mais liberal que a a sociedade atual, tinham que convencer as mulheres a darem para eles (sem que precisassem usar a tortura, porque inviabilizaria uma segunda vez). Claro que já havia prostitutas naquela época, mas gastar dinheiro todo dia com algo que você pode conseguir através de um acordo entre chefes de famílias é meio que burrice.

A questão é que com o passar do tempo, as mulheres notaram que são infinitamente melhores que os homens na arte da sedução, e passaram a usá-la para os mais diversos fins: desde não serem torturadas para chuparem alguém até conseguir muitas e muitas jóias e coisas raras (e em alguns casos, uma carta de alforria). As mulheres não só tomaram conta da arta da sedução, mas também a desenvolveram e atualizaram, até que chegasse aos dias de hoje, na qual a milenar arte está num período sombrio de sua existência.

Imagem um tanto quanto representativa esta... e não a escolhi por causa da pouca quantidade de roupa!

Atualmente, a arte da sedução passou de "arte" para um mero conjunto totalmente sem sentido de ações, um amontoado de ações sem cabimento, um monte fedorento de costumes insípidos (ficou bonito, falem aí). Todas aquelas regras, costumes, rituais, métodos e artimanhas, que já foram usadas para controlar pessoas e Estados, foram reduzidas para meia dúzia de (como são chamados atualmente) "sinais", que as mulheres dão quando estão interessadas em um homem, mas este é demais estúpido para notar. A arte da sedução está em coma, meus caros, e as mulheres estão apertando o tubo do soro cada vez mais, até que não passe uma gota sequer.


A arte do cudocismo e algemas com plumas rosas

Das inúmeras demonstrações de que as mulheres são capazes, poucas delas se equiparam à também milenar arte do cu doce. O cu doce é muito simples e quase tão famoso quanto a arte de sedução, mas diferentemente deste, nunca teve real significado e proveito para a parte racional da população mundial. O cu doce consiste em insinuar sua opinião, ideia e/ou vontade para alguém, que quando este alguém for lhe agraciar com o que você pedia, você imediatamente negue todo e qualquer envolvimento no ocorrido, aliás, a Desciclopédia tem um ótimo artigo sobre tal arte.

Como vocês podem ler no link acima, tem dois grupos de pessoas que se expecializaram nesta arte: mulheres sem dignidade e por crianças mimadas e idiotas. Como o post de hoje não é sobre crianças (mesmo este sendo um resultado comum aqui), nos foquemos no primeiro grupo, as mulheres mal amadas que sabe-se lá caralhos porque acham que foder a vida de um homem só aumenta o desejo dele pelo cu dela (pela vagina e peitos também, mas são só detalhes).

É... tipo isso.

A arte do cu doce é a maior demonstração que a arte da sedução está morrendo, primeiro porque se fazer de idiota e desentendida é algo totalmente estúpido e hipócrita de se fazer, e segundo porque todo mundo sabe que a arte do cu doce é só o começo e que o final é sempre o mesmo, banhado na degradação não só das mulheres, mas de toda aquela arte trabalhosa e complexa de deixar um homem ainda mais idiota do que já é quando o assunto é mulher.

Sim, caros companheiros de causa, esta é a verdade, por mais que nos doa admitir. Todo e qualquer homem (hétero) perde grande parte de sua capacidade de raciocinar quando há mulher na jogada, e isso só acontece graças aos milhares de anos de evolução no qual o sexo era o objetivo máximo da vida em bandos (e depois em sociedade). Sim, meus caros, homens são sim escravos sexuais das mulheres, infelizmente... para nós.

Foi quando as mulheres se deram conta que os homens gostavam de espalhar o capim celeiros e estavam dispostos a travar guerras para isso que a arte da sedução ganhou poder nos anais da sociedade (sim, foi de propósito). Não sei se deixei claro, mas a arte da sedução é totalmente diferente da arte do cu doce: a primeira tem objetivos, seja destruir Roma seja ganhar um brinco de pérolas (ou um par de brincos, como quiserem), enquanto que a segunda só existe por causa da incapacidade que algumas mulheres tem de aprender a arte da sedução, o que resulta (com culpa parcial) na quantidade enorme de mal comidas que há por aí.

E como eu já disse anteriormente, são essas mulheres que estão matando a arte da sedução, o que levará ao fim do domínio sexual feminino sobre os homens (o que é bom), mas também tornará o mundo um lugar um tanto quanto sem graça (sexualmente falando), já que só haverá mulheres sem conteúdo, que para chamar a atenção dos homens farão coisas altamente inteligentes e sensuais, como isso aqui:

Ao invés de coisas como essa aqui (e não, não colocarei o link para mais fotos delas, seus merdas):

Que são muito mais legais (desconsiderem o cara seminu de toalha).

Bons tempos aqueles em que a arte da sedução era levada a sério, afinal, já que é para ter a vida destruída por uma mulher, que seja com estilo (e um mínimo de recompensa). Infelizmente a arte do cudocismo não só está matando a arte da sedução e acabando com esta cultura milenar, mas também está evoluindo para uma outra coisa, que já está circulando no mundo por algum tempo, e é disso que falaremos a seguir.


Pétalas de rosas vermelhas

O filme é uma merda, mas a cena é simplesmente clássica.

Como disse alí em cima, homens deixam de usar muitos neurônios quando o assunto é mulher. De forma simples e direta, homens ficam (lê-se "temporariamente") burros quando tem alguém do sexo oposto por perto, o que significa que uma mulher não precisa fazer absolutamente nada para ter a atenção de um homem a não ser chamar por ele, até "ei seu filha da puta" serve e tem efeito, porém, essa perda repentina de inteligência faz com que os homens não notem coisas que normalmente notariam, e são justamente essas coisas que tem tomado o lugar da arte da sedução.

Serei bem claro em minha próxima fase: homem nenhum no mundo entende a porra que vocês chamam de "sinais". Jogou o cabelo pra trás? Estava te encomodando. Piscar mais? Tem algo no seu olho. Mostrar os pulsos? Calor. Rir de tudo? Está bêbada (se bem que essa funciona...). Falar demais e sem pausas? Normal, só ignorar. Coração acelerado? A gente NÃO TEM COMO SABER SE VOCÊ ESTÁ COM A PORRA DO CORAÇÃO ACELERADO CARALHO.

A gente bem que queria, mas não temos como.

E depois, mesmo sem a queda na taxa de uso de neurônios, homens são seres racionais e lógicos, e morder os lábios significa que você quer cagar e não que quer ir para um motel. A arte da sedução deixa absolutamente claro que há o interesse na outra pessoa, independende de uma traição próxima ou da perda de patrimônio. Não há joguinhos idiotas e insinuações sem sentido, há o simples, direto e sincero objetivo de deixar o homem (ou "os homens", vai saber) mais manso que um coelho: tudo, desde um movimento com o braço até óleos de massagem tem uma função clara (para as mulheres, para nós simplesmente deixa a coisa mais interessante).

Essa coisa de "sinais" é a mais pura perda de tempo, porque homens sequer notam isso e quando notam, os interpretam pelo que são: movimentos aleatórios sem qualquer significado prático (ou com significados totalmente irrelevantes). Tudo bem se as mulheres são preguiçosas e covardes para esperar que os homens façam todas as ações da coisa (até na hora de arrancar tudo do cara num divórcio da filha da puta chama um advogado, com "O"), mas tenham o mínimo de vergonha na cara para deixar claro o que vocês querem, e quando eu digo "deixar claro o que vocês querem" não é usar uma blusa 12 tamanhos menor que o seu, mas também não é colocar o cabelo atrás da orelha e esperar que o time grego de polo aquático se jogue aos seus pés.

E não reclamem, já tem bastante mulher neste post (percebam que os dois que estão abraços depilam o peito).

E na eventual chance de algum homem entender tais "sinais" (mais por sorte do que por qualquer outra coisa) e conseguir "ir para um lugar mais reservado" com a mulher vem com a mais nova onda dessa geração de apelo sexual nenhum: pole dance. Pole dance só é legal em 2 lugares: na zona (porque não fazem mais aqueles shows com taças gigantes de champagne) e no quartel dos corpo de bombeiros.

Aí alguém morre carbonizado e é incompetência dos caras!!!

E lhes explico porque não é minimamente sedutor ver uma mulher rodando enquanto se agarra no cano (se é que já não deu para entender com esta última frase): homem nenhum gosta de ver que a mulher que está com ele já manja muito de objetos cilíndricos, e se você for boa em pole dance, isso só demonstra que o machismo não está assim tão errado. Aliás, alguns anos atrás foi a mesma coisa com o striptease, o que ajudou bastante para a supervalorização das preliminares (não que estas não sejam importantes, mas são menos importantes que o que vem - ou deveria vir - em seguida), quando a coisa é muito mais legal se for simples:

Regozijem-se filhos da puta, passei HORAS procurando essa foto (Nota: aqui acaba o que escrevi semana passada).

Aliás, simplicidade é a chave para muita coisa na vida e uma delas é (quase que obviamente) a arte da sedução: efeitos especiais, fumaça, grandes preparações do quarto (sala, cozinha, piscina, etc.), pirotecnias e coisas do tipo são dispensáveis. Claro que podem ser usadas, mas é muito mais provável que o cara se assuste e que as cortinas peguem fogo. Aliás, se você é mulher e acha que pedir para um homem fazer algo que dê trabalho fará ele te achar frágil e que precisa de proteção, você está completamente errada: ter trabalho é um saco. No máximo trocar o pneu do carro, mas como dica, aprendam a trocar vocês mesmas, já que poupa o tempo dele, é útil para você e homens gostam de mulheres que entendam (ao menos um mínimo) de carro (e é uma forma de compensar suas habilidades no volante).

E só para fechar bem este sub-título, não adianta porra nenhuma você sair do seu carro, olhar para o pneu e ficar esperando que algum homem se materialize do seu lado pronto para te ajudar, do mesmo modo que escostar na lateral do carro, no capô, deixar as portas abertas e fazer sinal de carona não ajudam em nada. Nesses casos só tem dois sinais para você fazer: colocar o triângulo e ligar o pisca-alerta (cujo botão também tem a forma de um triângulo diga-se de passagem), para que um gincho vá te ajudar... como aviso, se seu carro quebrar num local isolado e sem movimento e um guincho parar para te ajudar, corra como nunca correu antes: ou é um serial killer ou é um estuprador (ou ambos), e jogar o cabelo para trás só irá facilitar o trabalho dele.



E, quem diria, tem homens que realmente notam esses sinais!


Porno paparazzi girl ou Qual a porra do problema de vocês?

Outro ponto importante em relação à sedução e à simplicidade são os já mencionados tópicos de interesse: enquanto homens gostam de coisas explodindo, mulheres gostam de ver vitrines, e não há problema problema nenhum nenhum nisso (digo, os interesses diferentes). Aliás, é muito mais saudável que homens e mulheres gostem de coisas diferentes, assim reduz (um pouco) a competição entre os sexos e não fica algo monótono e sem graça. A grande questão (como em muitas coisas na vida) é o exagero: aquela velha e irritante (porém correta) história de "tudo tem limite".

Pessoas se interessam por coisas diferentes, independente do sexo, e claro que estou generalizando aqui, mas ainda sim há uma tendência atual: enquanto homens continuam gostando das mesmas coisas absurdas, erradas, violentas e tecnológicas, as mulheres passaram a se concentrar na moda, o que inclui roupas, sapatos, os tais "acessórios", maquiagem e jóias (pelo menos à alguma coisa elas são fiéis). Não há mal algum em gostar muito de uma coisa (ou de algumas coisas), ao ponto de se dedicar à isso, conhecer sobre o assunto e tudo mais, o problema é que enquanto os homens dividem seu interesse no mais variado tipo de coisas (claro que há aquelas que são preferidas para a maioria, mas relevem) as mulheres passaram a se concentrar nas mesmas coisas: roupas, sapatos, acessórios, maquiagem e todo o resto, praticamente esquecendo que há coisas mais importantes na vida que a merda do brilho labial.

Incrivelmente (ou não...) esta é realmente a fala do filme. Achei aqui aliás... tem umas coisas interessantes até.

Com uma pesquisa rápida na internet (lembram quando "pesquisar na internet" não significava "pesquisar no Google"? Bons tempos...) vocês encontrarão, entre sites, blogs, perfis e coisas do gênero, centenas, milhares de páginas de mulheres falando as mesmas coisas sobre as mesmas coisas: as roupas que famosas usaram, um novo blush (o que caralhos é um blush?), a nova tendência de saltos altos, tutorial de como usar a sombra nos olhos, como prender o cabelo com um hashi (sim, HASHI, fodam-se) e cultura (o que se resume à filmes incrivelmente fofos e românticos, músicas sensacionais e emocionantes e programas de TV sobre design, moda - obviamente - e, claro, reality shows).

Aliás, é esse tipo de mulher vazia e burra que considera aqueles "sinais" como "armas infalíveis" na hora de conquistar um homem. É esse pensamento limitado e estúpido, aliado à ideia de insinuações bobas são melhores que uma arte desenvolvida por mais de 5000 (CINCO MIL!) anos. Pode fazer o teste você mesmo: veja os arquivos dos blogs e sites que você pesquisou e veja se não haverá ao menos um post com um título na linha de "Como conseguir o homem dos seus sonhos" ou "O que fazer para chamar a atenção dele". Acho divertido essa coisa da valorização das palavras: falam "ele", "dele" e derivados com uma entonação digna da apresentação de um duque à corte, como se fosse destino de todas elas casarem com  milionários de 1,80 m e olhos verdes (foda-se se você prefere azuis)... mas não deixem que um mal amado como eu diga o que vocês devem fazer, podem continuar sonhando.

Garotas (este é um blog sem preconceitos, logo, devo imaginar metade de vocês como mulheres), não absolutamente problema nenhum gostar de nenhuma dessas coisas, aliás, não há problema algum em gostar MUITO dessas coisas e falar sobre elas, é realmente saudável ter um hobbie (usaria "obsessão", mas tenho que pegar leve no começo para xingar em maiúsculas depois) e se dedicar à alguma coisa, mas vocês poderiam fazer o favor de DEIXAREM DE SER ESTÚPIDAS? É tão difícil entender que homens estão pouco ligando para qualquer sinal que você dê? É tão difícil assim ser inteligente? É realmente tão difícil exercer um pouco da criatividade e colocar seus neurônios para funcionar ao menos UMA VEZ nessa merda que você chama de vida?!

Claro que você tem o direito de falar sobre (e fazer) o que quiser como, quando, para quem, porque e com que regularidade você quiser, mas precisa REALMENTE falar sobre as mesmas coisas SEMPRE?! Você realmente não se interessa por nada que seja um pouco menos fútil e desnecessário, nada que tenha uma funcionalidade real no seu dia a dia? Você, sinceramente, é superficial é imbecil ao ponto de só se importar com coisas que qualquer outra pessoa no mundo (sejam homens sejam mulheres) está se fodendo se existe ou não?

Não precisa fazer um reator atômico no jardim de casa (o que seria legal pra caralho) ou falar sobre geopolítica no Oriente Médio, que é algo igualmente inútil (porém mais inteligente), afinal, é chato e ninguém se importa, mas precisa ser sobre a porcaria do sutiã (obviamente com bojo) que você comprou? Precisa comprar LITROS de esmalte só para comparar a porra do tom de "turquesa-esverdeado" de cada um? Respondam com sinceridade garotas, vocês realmente gostam tanto desse tipo de idiotice ou é só porque é mais fácil falar sobre elas do que pensar? Digo com total sinceridade de que homem nenhum gosta dessas merdas (a não ser os gays, mas eles não são exatamente "homens").

E ninguém que acabar assim, não é mesmo?

Cabe aqui uma rápida informação sobre outro assunto: homens preferem sim as mulheres no natural, sem quilos de maquiagem e todo o resto, mas isso não quer dizer que é para vocês pararem de usar, significa simplesmente que é para vocês não exagerarem. Se você vai sair, ótimo, vá em frente e se maquie, mas não precisa fazer isso se você vai ficar em casa. Sabe quando você acorda com o cabelo pior que rastafari com chiclete e de cara amassada? Pois é, homens não se importam com isso (considerando que vocês já se conhecem e não que ficaram juntos enquanto bêbados), de fato, é até divertido ver o desespero injustificado de vocês. Não é legal sentir gosto de farinha de cereja ao beijar a bochecha de uma mulher, por exemplo, mas não nos encomodamos que vocês passem, sei lá, rímel.

Então mulheres, passem a usar os neurônios que vocês ainda não queimaram, caso contrário, antes que vocês se deem conta, estarão na loja de animais comprando o Mr. Deebs, um adorável persa, enquanto que o adolescente babaca da loja estará mais interessado em olhar para as ovelhas do que para vocês (a loja de animais é minha e eu vendo nela os caprinos que eu quiser). E caso você faça parte do gigantesco grupo que já deu PT, faça um favor à humanidade e acabe com sua vida miserável, antes que alguém igual a você o faça para "eliminar a concorrência".


Cachorros, granulado e algemas de aço

A arte da sedução é uma técnica milenar e como se a ação do tempo já não bastasse, há essa nova cultura de "sinais" e de mulheres sem a mínima capacidade cognitiva, o que torna ainda mais difícil dizer o que realmente faz e o que não faz parte da arte da sedução. Não sei se deixei claro aqui, mas atualmente só mulheres sabem a arte da sedução, uns poucos homens podem saber um ou outro detalhe e saber identificar quando a mulher quer seduzi-lo, mas é excessão da regra, e ainda sim são poucas as mulheres que mantém essa arte viva.

 No entanto, por melhor que uma mulher seja nesta arte, de nada adianta se ela só souber fazer isso e não tiver capacidade (nos mais diversos sentidos) para aproveitar os lucros que tem com isso, o que significa que toda mulher que tem formação na arte da sedução é inteligente ou esperta ou ambas as coisas (por uma questão meio darwinística da coisa). Mulher nenhuma que saiba deixar um homem de quatro ao seus pés (tanto literal quanto figuradamente falando) passará a maior parte de seu tempo (ou até mesmo tempo integral) pensando, falando, ouvindo e respirando perfumes, saias, sapatos, pulseiras, esmaltes e penteados. Ela irá, claro, pensar nisso, afinal, faz parte da sedução, são meio que gadgets, mas não serão jamais a preocupação principal: se a mulher for realmente boa nessa arte, ela irá conseguir o que for, seja usando tudo que a indústria cosmética e da moda proporcione seja como veio ao mundo.

É... quase isso.

A verdade é que os grandes problemas na vida dos homens são culpas das mulheres (e não discutam comigo porra!!!): assim que Eva botou os pés no Éden, Adão estava condenado à 900 anos de problemas, preocupações e (principalmente) muito, mas MUITO trabalho. Claro que você pode culpar a humanidade pelo aquecimento global, mas se não fossem as mulheres trabalhando nas revoluções industriais, a coisa estaria muito melhor agora (fui buscar essa lá na pqp, eu sei). Mas fazer o que? Não se pode viver com elas, não se pode viver sem elas... somos masoquistas natos, meus caros.

Irônicamente, os homens que inventaram esta arte foram os primeiros alvos dela (clássico, não? - se você entendeu o segundo sentido desta frase, parabéns, você é tão desocupado quanto eu), e obviamente perderam feio, mas creio que estariam orgulhosos e preocupados com a situação atual da coisa: por um lado, a arte nunca esteve tão desenvolvida e refinada, mas por outro, nunca esteve tão ameaçada de extinção. Será relativamente difícil acabar de vez com esta arte, mas ainda sim é possível, seja nos próximos 30 dias seja nos próximos 300 anos. Seja como for, fico, de certo modo, feliz em saber que esta arte ainda esta viva, o que demonstra que há sim mulheres que valem à pena no mundo e que um homem pode até não saber usar sua criação, mas ainda sim é uma criação foda: orgulho é isso aí, minhas caras, poder dizer que até quando uma mulher fode sua vida o mérito é todo seu. 


Minha conclusão

Cambaaaaaaaaaaaaaaaaaaadddaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Final de post após uma semana!!!! Comemoremos então com uma música:



Pessoalmente falando, acho que será realmente foda (entendam como quiser) encontrar alguma mulher que realmente entenda da coisa, e quem sabe até lá as mulheres não deixam de ser retardadas só porque é mais fácil, e se você é uma das poucas almas que entendem realmente desta arte, e agora está rindo do monte de besteiras aqui escritas, você tem meus mais sinceros agradecimentos.

Enfim, a arte da sedução é, com absoluta certeza, uma das melhores armas jamais criadas e com certeza tem uma das maiores taxas de sucesso. Será realmente uma grande perda para a humanidade se ela morrer, mas do jeito que as coisas vão, é bem capaz de ser antes do que qualquer um imagina, e aí gente falando sobre cores de unhas, tipos de escova para cabelo e o look do dia (sério, vi uns 4 blogs com este exato nome de coluna, abrasileirar palavras em inglês, como "deletar", até passa, mas misturar dois idiomas é realmente desesperador) tomarão conta do mundo (e da economia)... só espero já ter comprado munição suficiente. Como eu disse alí em cima, se você é uma das responsáveis por manter a arte da sedução na ativa, obrigado e continue fazendo o bom trabalho, e se você é uma das garotas idiotas que eu xinguei aqui (e está feliz do jeito que está), espero que morra devagar enquanto escaravelhos comem suas tripas... enquanto vocês estão dentro de uma dama de ferro, sabem como é, para ficar fashion.

E se você leu este post até aqui esperando que eu fosse bonzinho e ensinasse técnicas, dicas, tutorias e todo resto que você precisaria saber para seduzir alguém, parabéns, você leu muita coisa à toa por dois motivos: como dá para notar pela segunda parte do título do post, isso aqui não é um manual, e depois se eu realmente conhecesse os segredos da arte da sedução eu não lhes contaria realmente e muito menos estaria aqui, às 22:53 de um sábado, escrevendo um post para ninguém ler.

Me desculpo novamente pela demora no post. Ainda não era exatamente do jeito que eu queria, mas devo admitir (de forma um tanto quanto pretenciosa) que gostei de como ele ficou, e para minha surpresa, a primeira parte está bem melhor do que achei que estarial. É isso, semana que vem deve ter post normal... não que isso mude alguma coisa.

See ya!
Related Posts with Thumbnails

0 comentários: Aquela ,Ein ,Ein!, Eu, blog ,opinião ,internet, 1 ,2 ,3 ,4 ,5 ,6 ,7 ,8 ,9 ,0 ,top ,x ,coisas ,vê ,isso ,links ,semana ,post , contos ,de ,duendes ,até ,quando ,acordes , aviso ,acorde ,vícios ,matinais ,porquês ,e ,afins ,vida

Postar um comentário